top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Proteção contra doenças: vacinação em dia é grande aliada

Por Fabíola Castro

Manter o cartão de vacinas em dia é muito importante contra doenças | Foto: Site PJF.

A imunização contra a Covid-19 segue sendo realizada, inclusive com a aplicação da vacina de reforço bivalente para todas as pessoas a partir de 18 anos, além daquelas imunossuprimidas com 12 anos ou mais, grávidas ou puérperas (até 45 dias após o parto), as pessoas com comorbidades também a partir de 12 anos, população privada de liberdade e adolescentes em medidas socioeducativas e, ainda, os maiores de 60 anos, o primeiro público a ser imunizado e que segue recebendo as doses. O novo imunizante oferece a proteção contra o vírus original da Covid-19, bem como a variante Ômicron.


A gerente do Departamento de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Secretaria de Saúde de Juiz de Fora, Louise Cândido, em entrevista para o quadro "Bendita Saúde" desta terça-feira, 2, falou da importância da vacinação completa para que a proteção seja efetiva para todos e, não apenas contra a Covid-19, mas também para todas as doenças que são preveníveis com vacinação.


Confira:


Louise Cândido faz uma avaliação da vacinação contra Covid-19 em Juiz de Fora, seja com a vacina monovalente, aquelas que foram aplicadas primeiro, seja com o novo imunizante já disponibilizado, bivalente.


Desde o início da vacinação contra a Covid-19, houve a divulgação de muitas informações desencontradas e até mentiras, as fake news, entre tantas, que haveria vacina pior ou melhor que outra, etc. Tudo exaustivamente desmentido pelas autoridades sanitárias, governamentais e pelos especialistas da saúde. Louise Cândido destaca que é importante que as pessoas tenham o hábito de buscar informações corretas, seja com seu médico de confiança, ou na internet, mas em sites, portais confiáveis.


As vacinas, na maioria das vezes, são feitas com necessidade de reforço. Louise Cândido ressalta que se o esquema fica incompleto a pessoa vai se tornando mais vulnerável à doença.


E reforça que as vacinas são seguras e as pessoas não devem se deixar levar pelas informações falsas que impactaram e ainda impactam na procura dos imunizantes, nas campanhas de vacinação.


A vacinação bivalente contra a Covid-19, para todos a partir de 18 anos, está em andamento, importante reforço contra a doença, também contra a gripe e se tratando de outras doenças as vacinas ficam disponíveis nos postos ao longo de todo ano, principalmente para as crianças. É fundamental que as pessoas busquem as Unidades para conferir o cartão de vacinação e atualizá-lo, se for necessário, protegendo assim a todos, a você que se imuniza e também à coletividade, como finaliza a gerente do Departamento de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Secretaria de Saúde de Juiz de Fora, Louise Cândido.


A estação que estamos vivendo, o outono, e o inverno que se aproxima marcam não só a chegada dos dias frios, mas também o período sazonal propício ao agravamento de doenças respiratórias. Cuidados precisam ser redobrados principalmente com crianças e idosos e a vacinação é uma da formas de prevenção desse tipo de doença, como também destacou o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais, o médico Fábio Baccheretti, que fez um apelo aos pais e responsáveis para que levem seus filhos para atualizarem os cartões.



A imunização contra a Covid-19 segue sendo feita em Juiz de Fora para os públicos disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) espalhadas pelo município, das 8h às 10h30 e das 13h às 16h. As grávidas e puérperas também podem buscar por esta vacina no Departamento de Saúde da Mulher, Gestante, Criança e do Adolescente, na Rua São Sebastião, 772/776, Centro, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h. Os maiores de 60 anos também recebem este imunizante no Serviço de Saúde do Idoso, no Granbery, das 8h às 12h.


Para receber a vacina bivalente, é necessário que a pessoa esteja vacinada com pelo menos duas doses dos imunizantes contra Covid-19, após um intervalo de quatro meses de sua última dose recebida. Responsáveis por pacientes acamados, que pertencem ao público prioritário, em áreas descobertas por uma Unidade Básica de Saúde (UBS) devem entrar em contato pelo telefone (32) 3214-4180.


A vacinação monovalente de primeiras, segundas e terceiras doses segue também sendo feita para as crianças de seis meses de idade a menores de cinco anos acontece no Departamento de Saúde da Mulher, Gestante, Criança e do Adolescente, das 8h às 11h30 e das 13h às 16h. As crianças de cinco a 11 anos, 11 meses e 29 dias de idade poderão se imunizar em 22 UBSs e no Departamento de Saúde da Mulher, Gestante, Criança e do Adolescente.


As pessoas maiores de 12 anos também podem ser imunizadas com a vacina monovalente nessas mesmas 22 unidades, esse público de 12 anos a menores de 18 anos podem também se vacinar no Departamento de Saúde da Mulher, Gestante, Criança e do Adolescente. Os locais e horários de vacinação estão detalhados no site da PJF.


Influenza


A vacinação contra a Influenza segue também sendo realizada para as crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias); as pessoas com 60 anos ou mais; as gestantes e puérperas (até 45 dias pós-parto); os trabalhadores de saúde de 18 anos ou mais; os professores; as pessoas com comorbidades; com deficiência permanente; a população privada de liberdade e adolescentes em medidas socioeducativas; funcionários do sistema prisional; Forças de Segurança e Salvamento; Forças Armadas; Caminhoneiros; Trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário de Passageiros Urbano e de Longo Curso; e Trabalhadores Portuários.


Vacinas de rotina


E claro, as vacinas de rotina, que são aplicadas nos mesmos locais para os devidos públicos seguem disponíveis, podem ser recebidas conjuntamente com os imunizantes contra a Covid-19, sem qualquer tipo de problema, conforme orientação da secretaria de saúde.


Campanha vacinação contra meningite C prorrogada


E ainda, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais ampliou o prazo para a vacinação contra a meningite C no estado até o dia 30 de julho para todos os mineiros que tenham 16 anos de idade ou mais e ainda não se imunizaram contra a doença. A orientação é que as pessoas procurem a Unidade Básica de Saúde mais próxima para avaliação do cartão de vacina. O imunizante é gratuito, oferecido pelo Sistema Único de Saúde.


Os casos graves de meningite podem evoluir para o óbito em até 24 horas. Em 2023, três pessoas já morreram por doença meningogócica em Minas Gerais. Em 2022, foram 22 óbitos pela doença.


Além do público-alvo ampliado contemplado nesta etapa da campanha, a vacina é disponibilizada na rotina de vacinação da criança, estabelecido pelo Calendário Nacional de Vacinação.


Em Juiz de Fora, a Secretaria de Saúde informou que espera a chegada de novas doses de vacina contra a meningite C para seguir com a ampliação desta vacinação.


Procure a UBS para conferir seu cartão


Então, se você tem alguma dúvida sobre alguma vacina se você já tomou, se está protegido ou se precisa completa algum esquema vacinal, procure a UBS mais próxima da sua casa para que seja feita a conferencia do seu cartão e assim você esteja protegido!


Confira também:

7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page