top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Covid-19: Uma nova fase da vacinação começará com as vacinas bivalentes

Atualizado: 24 de fev. de 2023

Infectologista explica sobre esses novos imunizantes e destaca a importância da imunização completa contra a Covid-19.


Por Fabíola Castro

*Foto: Fábio Marchetto / SES-MG.

Uma nova fase da campanha de vacinação contra a Covid-19 será iniciada no fim deste mês de fevereiro, prevista para o dia 27, com os novos imunizantes chamados bivalentes. A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informou que recebeu na última terça-feira, 7, um lote com 32.400 doses da vacina Pfizer bivalente.


Essas vacinas fazem parte da primeira remessa da nova geração de imunizantes contra a doença e serão utilizadas na campanha da próxima estratégia de intensificação da vacinação.


O Infectologista Dr. Marcos Moura, em entrevista para o quadro "Bendita Saúde" desta quinta-feira, 9, explicou sobre esses novos imunizantes e destacou a importância da imunização completa contra a Covid-19.


Confira:


Uma nova fase da vacinação contra a Covid-19 será iniciada no Brasil com os novos imunizantes bivalentes?



O que é a vacina bivalente contra a Covid-19 e qual a diferença para as usadas anteriormente, as monovalentes?


Para que público essas vacinas bivalentes serão recomendadas?


Pessoas que não fazem parte do grupo prioritário para as doses de reforço de vacinas bivalentes e que não iniciaram a vacinação ou que estão com o esquema incompleto o que deverão fazer?


A vacinação completa contra a Covid é muito importante e as pessoas não podem relaxar quanto a completar o esquema vacinal?


As crianças foram o último grupo a ser inserido na campanha de vacinação contra a Covid-19, muitas ainda estão nesse processo de primeira, segunda dose, e também se faz muito importante que esse esquema seja completo?


Há uma previsão de como deve ficar a vacinação contra a Covid-19 no futuro?


Considerações finais.


As 32.400 doses de vacinas bivalentes contra a Covid-19 recebidas pelo Estado de Minas Gerais foram armazenadas na Central Estadual de Rede de Frio, em Belo Horizonte (MG), conforme a pasta da saúde para melhor conservação e para evitar perdas por descongelamento. A distribuição dos imunizantes para as Unidades Regionais de Saúde, que consequentemente distribuem aos municípios, será realizada no fim do mês, para então dar início à aplicação.


*Foto: Fábio Marchetto / SES-MG.

Vacinação será inicialmente em cinco fases


As vacinas bivalentes estão recomendadas para pessoas com 12 anos ou mais de idade e que estiverem incluídas nos grupos prioritários elencados para vacinação, o que acontecerá, de forma escalonada, em cinco fases.


De acordo com a Nota Técnica nº 1/2023, do Ministério da Saúde, essa campanha de intensificação da vacinação contra a Covid-19 com vacinas bivalentes vai contemplar os seguintes grupos prioritários:


Fase 1: pessoas com 70 anos ou mais; pessoas vivendo em instituições de longa permanência (ILP) a partir de 12 anos, abrigados e os trabalhadores dessas instituições; imunocomprometidos; comunidades indígenas, ribeirinhas e quilombolas;


Fase 2: pessoas de 60 a 69 anos de idade;


Fase 3: Gestantes e puérperas;


Fase 4: Trabalhadores da saúde;


Fase 5: Pessoas com deficiência permanente.


Esses calendários serão divulgados posteriormente pelas secretarias de saúde dos municípios.


O intervalo para doses de reforço com vacinas bivalentes será a partir de 4 meses da última dose de reforço ou última dose do esquema primário (básico) com vacinas monovalentes.


A dose de reforço para pessoas que não estão no grupo prioritário será realizada com a vacina monovalente disponível no momento, conforme a recomendação vigente.



12 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page