top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Verão e insetos: incômodo e doenças

Atualizado: 16 de mar. de 2023

Por Fabíola Castro

*Foto: iStock by Getty Images.

Neste período do verão, as altas temperaturas do calor fazem com que nossos lares fiquem mais vulneráveis a invasão de insetos, que podem causar doenças. Bastante incômodos e conhecidos são os pernilongos e o famoso Aedes Aegypt que causa doenças como a dengue, por exemplo. Quanto a esse mosquito, os cuidados para a sua não proliferação devem ser redobrados para evitar que eles causem essa e outras enfermidades.


O professor do curso de Medicina Veterinária da Estácio, Rodrigo Guerra, fala sobre esses insetos indesejáveis que aparecem em nosso dia a dia, principalmente no calor.


Confira:


Quais os tipos de insetos mais comuns durante o verão?


Como podemos nos livrar da infestação de insetos no verão?


Além da dengue, doença mais conhecida transmitida por mosquitos, quais outros insetos podem transmitir doenças?



Os pernilongos, tão incômodos, que podem perturbar também o sono durante a noite, são atraídos pelo que? Por que picam as pessoas?



Insetos de fato são desagradáveis e incomodam muito, além claro, de poder transmitir doenças. Então, alguns cuidados básicos podem ajudar, como manter a limpeza dos ambientes e evitar deixar restos de comida expostos, armazenar bem o lixo e em local apropriado. Evitar também deixar espaços com água parada, estamos no verão, calor, chuva, tempo propício à proliferação do Aedes Aegypt. Então, aqueles 10 minutos semanais são muito importantes para que todos possam verificar se está tudo certo com o seu quintal, se não tem objetos que acumulam água, pratinhos de plantas, da água dos bichinhos. É preciso atenção com tudo isso.


Doenças causadas pelo Aedes Aegypt


Em 2022, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) registrou até dezembro 88.050 casos prováveis de dengue, com 63 óbitos confirmados. O estado contabilizou 7.434 casos prováveis da febre chikungunya e 46 do vírus zika, sem mortes decorrente dessas duas doenças em 2022.


Sintomas


A dengue é a arbovirose urbana de maior relevância nas Américas, onde estima-se que 500 milhões de pessoas estejam sob o risco de contrair a doença, que pode variar desde formas assintomáticas até a casos graves e fatais. Os principais sintomas são febre alta, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, prostração, diarreia, dores musculares e manchas vermelhas pelo corpo que podem ser acompanhadas por coceira. Pessoas de todas as idades são igualmente suscetíveis, no entanto, os idosos apresentam o maior risco de desenvolver quadros graves da doença, e outras complicações que podem levar a óbito.


A chikungunya pode apresentar um perfil de infecção crônica nos indivíduos infectados, limitante em muitos casos, devido principalmente a dores intensas nas articulações. Alguns pacientes podem apresentar casos atípicos e graves da doença, que podem evoluir para óbito, com ou sem outras doenças associadas.


Já o vírus da zika, que começou a circular no Brasil em 2015, pode provocar manchas vermelhas no corpo com coceira, febre de até 38.5ºC, dor de cabeça, dor nas articulações, vermelhidão nos olhos e cansaço. Uma parcela significativa dos infectados, no entanto, não apresenta nenhum sintoma. A atenção deve ser redobrada em pacientes gestantes, pelo fato de haver risco de transmissão para o feto. A infecção pode causar malformação do feto, como a microcefalia, e até mesmo levar ao aborto.


Os mosquitos não são só incômodos, eles podem transmitir doenças!


14 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page