top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Operação Proteção Escolar: PM reforça efetivo nas ruas em Juiz de Fora e região

Por Roberta Oliveira

Ação da Operação Patrulha Escolar em Juiz de Fora nesta quinta-feira, dia 20 Foto: PMMG/Divulgação

Nesta quinta-feira, a Polícia Militar deflagrou nos 86 municípios da 4ª Região o patrulhamento perto das instituições de ensino. É mais uma etapa da Operação Proteção Escolar, em andamento desde o dia 10 de abril em Minas Gerais.


As ações ocorrem nos municípios atendidos pelos 2º e 27º Batalhões, em Juiz de Fora; pelo 68º BPM em Leopoldina e na 10ª Companhia Independente em Viçosa. De acordo com a assessoria, na 4ª Região da Polícia Militar, cerca de 1000 policiais e 260 viaturas suplementaram o patrulhamento no dia D da Proteção Escolar.


Confira também:



O Major Robson Pagy Braga, Assessor de Comunicação Organizacional da 4ª Região de Polícia Militar (RPM) participou ao vivo do Catedral Notícia 1ª edição e explicou os objetivos da operação deflagrada nesta quinta-feira, 20.


Ouça a íntegra da entrevista.




Operação Proteção Escolar na região da Zona da Mata


Em Leopoldina, o Comandante do 68º BPM, Tenente Coronel Yamaguchi, explicou em vídeo nas redes sociais que o efetivo estava nas ruas para proteger as comunidades escolar nos 15 municípios da área de atuação: Leopoldina, Recreio, Argirita, Cataguases, Astolfo Dutra, Dona Euzébia, Itamarati de Minas, Santana de Cataguases, Miraí, São Sebastião da Vargem Alegre, Além Paraíba, Santo Antônio do Aventureiro, Pirapetinga, Estrela Dalva e Volta Grande.


E em Viçosa, o Comandante da 10ª Companhia Independente da PM, Tenente Coronel Ricardo Schafer reforçou que a Operação ocorre em 10 municípios: Viçosa, Teixeiras, Pedra do Anta, Araponga, Canaã, São Miguel do Anta, Paula Cândido, Coimbra, Cajuri e Ervália.


Em todos os municípios mineiros, além do reforço do policiamento, nesta quinta, continuarão as visitas nas escolas para atividades de conscientização e orientação, formação de Redes de Proteção Escolar, fomento à participação no Conselho Comunitário de Segurança Pública-Escolar, integrando estudantes, pais e responsáveis, professores e funcionários das escolas nas ações de prevenção da violência e de respeito aos direitos humanos no ambiente Escolar.


Canal de Denúncias


Além dos canais habituais de denúncia, via 190, para a PM ou via 181, Disque-Denúncia Unificado, o Ministério da Justiça e Segurança Pública, em parceria com SaferNet Brasil, criou um canal exclusivo para recebimento de informações de ameaças e ataques contra as escolas. Todas as denúncias são anônimas e as informações enviadas serão mantidas sob sigilo. Clique aqui para saber mais.


Confira mais dicas da Patrulha Escolar:




36 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page