top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Prefeita de Juiz de Fora fala sobre ações para o período chuvoso na cidade

Por Fabíola Castro e Roberta Oliveira


O período chuvoso traz muitos desafios e grande apreensão para as pessoas que moram em áreas próximas de rios, córregos e que já tem histórico de alagamentos, principalmente. Na entrevista que a Prefeita de Juiz de Fora, Margarida Salomão concedeu à Rádio Catedral, na última terça-feira,6, entre os assuntos abordados ela falou também sobre o período chuvoso e as ações para minimizar os impactos e transtornos que podem ser causados pelos temporais.


Confira também:


Primeiramente, a chefe do Executivo destacou a importância de se manter os rios e córregos que cortam a cidade limpos, contando com o apoio da população para que faça o descarte do lixo da forma correta.


Margarida disse que as obras realizadas na cidade buscam minimizar os problemas que possam ainda vir a acontecer e que são inevitáveis.


A prefeita destacou como uma das áreas mais críticas em Juiz de Fora a Rua José Lourenço, no Bairro Borboleta - via que é uma das principais que dá acesso a região da Cidade Alta - e que está interditada desde agosto do ano passado por risco de deslizamentos.


O processo de desassoreamento do Rio Paraibuna, iniciado no último mês agosto, segundo a Administração Municipal, é também uma das medidas preventivas que o município vem adotando para o período chuvoso, a fim de evitar enchentes e alagamentos.

O desassoreamento é uma ação realizada para aumentar a capacidade de vazão dos cursos d'água e retirar materiais sólidos, melhorando a qualidade da água e prevenindo enchentes. O assoreamento, ou seja, acúmulo de terra, lixo e matéria orgânica no fundo de um rio, é um processo muito prejudicial e, se não tratado da maneira certa, pode trazer inúmeros danos para o meio ambiente.

Os serviços, inicialmente, foram realizados no bairro Industrial e o desassoreamento do Rio Paraibuna e de seus córregos será realizado, segundo a PJF, nestes próximos dois meses, através de contrato firmado com a empresa Riamar Máquinas Ltda, no valor de R$ 540 mil.

11 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page