top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

"Tecendo redes": parceria UFJF-PJF vai capacitar agentes de saúde para reconhecer casos de violência

Por Roberta Oliveira

A professora da Faculdade de Medicina, Cacilda Andrade Sá, é a Coordenadora na UFJF | Foto: Ricardo Bedendo

Educação continuada, mapeamento e comunicação: estes são os três eixos do projeto “Cultura de Paz e Prevenção das Violências: Tecendo Redes” em Juiz de Fora.


A iniciativa terá cinco meses de duração, com o objetivo de capacitar agentes de saúde para identificar e cadastrar possíveis casos de violência no atendimento nas unidades do Serviço Único de Saúde no município.


A partir disso, segundo a professora e coordenadora na UFJF Cacilda Andrade Sá, será possível atuar de forma preventiva para diminuir os registros na cidade


Este é um dos três projetos que serão realizados em parceria entre a Prefeitura e a Universidade de Juiz de Fora (UFJF). As outras duas parcerias são sobre o censo da população de rua e o levantamento da área da Mata Atlântica em Juiz de Fora.


Identificar e notificar corretamente os casos de violência

A iniciativa integra profissionais de diferentes áreas que vão trabalhar juntos na capacitação de servidores e funcionários dos estabelecimentos de saúde sobre o preenchimento da ficha de notificação de violência interpessoal ou autoprovocada.


A professora da Faculdade de Medicina e Coordenadora na UFJF, Cacilda Andrade Sá, explica o impacto desta ação para a prevenção da violência na cidade.


A professora Cacilda Andrade Sá falou sobre os três eixos do programa que serão realizados em conjunto para os trabalhadores da área de saúde compreenderem o que é violência e contribuam para identificar possíveis vítimas.


Cacilda Andrade Sá explicou as responsabilidades da Prefeitura e da Universidade na realização do projeto “Cultura de Paz e Prevenção das Violências: Tecendo Redes”.




Segundo a professora, Cacilda Andrade Sá , com esta atuação conjunta, o objetivo é antecipar e prevenir o agravamento dos casos de violência no município.


Na UFJF, o trabalho reúne professores do Núcleo de Assessoria, Treinamento e Estudos em Saúde (Nates), do Núcleo de Pesquisa Geografia, Espaço e Ação (Nugea) e do Núcleo de Estudos em Políticas de Drogas, Violência e Direitos Humanos (NEVIDH).

29 visualizações0 comentário
bottom of page