top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

"O melhor ainda por vir", destaca diretor da Faefid/UFJF sobre o desenvolvimento do paradesporto

Juiz de Fora será sede do JIMI Paradesporto em 2023. Provas serão disputadas no complexo esportivo da UFJF em outubro deste ano.


Por Roberta Oliveira

Pista de Atletismo na Faculdade de Educação Fisica da UFJF vai receber as provas do Jimi Paradesportivo também em 2023 Foto: Divulgação


Orgulho diante do trabalho oferecido e com o melhor ainda por vir. É assim que o diretor da Faculdade de Educação Física e Desportos (Faefid) da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) professor Jeferson Viana, descreve o sentimento diante de ser o anfitrião mais uma vez dos Jogos do Interior de Minas Gerais (Jimi) Paradesporto.


O Governo de Minas anunciou Juiz de Fora como sede do Jogos do Interior de Minas (Jimi) Paradesporto, entre os dias 6 e 8 de outubro de 2023. É o segundo ano consecutivo que a cidade sedia o evento.


Neste ano, há expectativa de aumento dos participantes, afinal são esperados representantes de 23 cidades. No ano passado, foram 240 atletas de delegações de 21 municípios e um total de 512 pessoas envolvidas.


Assim como em 2022, o cenário da disputa das provas de natação e atletismo será o complexo esportivo da Faculdade de Educação Física e Desportos (Faefid) da Universidade Federal de Juiz de Fora. Por isso, a Rádio Catedral conversou com o professor Jeferson Viana, diretor da faculdade, sobre o impacto da competição para a instituição.


O melhor está por vir, diz prof. Jeferson


O professor Jeferson Viana, diretor da Faefid apontou inicialmente dois fatores para a proposta de Juiz de Fora se destacar por dois anos seguidos.



Com todas as provas na Faefid, o professor Jeferson Viana destacou as delegações aprovaram a logística durante a realização do JIMI Paradesporto 2022.



Para o diretor da Faefid, Jeferson Viana, as parcerias entre a faculdade e a Secretaria de Esportes e Lazer e também da instituição com o Comitê Paralímpico são outros diferenciais. Ele garante que a instituição se orgulha de sempre estar disponível para eventos do paradesporto.




Assim como na edição anterior, a deste ano será custeada pela Sedese-MG, com expectativa de investimento em torno de R$ 580 mil. Os valores são utilizados para o custeio da estrutura do evento, da hospedagem e alimentação de todos os envolvidos na competição dos municípios inscritos, com exceção da cidade-sede.


Além da disputa dos Jogos, será realizado gratuitamente durante o evento um Programa de Capacitação Paradesportiva de Introdução ao Atletismo e Natação para pessoas com deficiência, serviço chancelado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro.


O objetivo é incentivar a prática de atividades físicas, esportes e lazer, com foco na participação de pessoas com deficiência, e ainda desenvolver as modalidades paradesportivas no estado.

8 visualizações0 comentário

Commenti


bottom of page