top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

"Nosso lago, com pedalinho, tem vida": Museu Mariano Procópio realiza licitação na próxima semana

Por Roberta Oliveira

Licitação vai escolher empresa responsável pelo serviço de pedalinhos no lago do Museu Mariano Procópio | Foto: Vinícius Ribeiro/Mapro.


Na próxima semana, será realizada a licitação para a escolha da empresa responsável pela operação de pedalinhos no lago do Parque do Museu Mariano Procópio.


As propostas e Documentos de Habilitação devem ser enviadas até às 14h50 do dia 5 de julho. A sessão de disputa de preços começa no mesmo dia, às 15h, no horário de Brasília, no site Portal de Compras Públicas.


De acordo com a Subsecretaria de Licitações e Compras, a escolha será por meio de pregão eletrônico, na modalidade maior oferta, a partir do preço mínimo de R$ 1.200 por mês. Os interessados em concorrerem na licitação podem agendar uma visitação ao parque do Museu até a véspera da abertura da sessão.


Impacto ambiental, turístico e afetivo: o lago precisa dos pedalinhos, diz assessor da Mapro


Tiago Martins Neves, da Assessoria de Programação e Acompanhamento da Fundação Museu Mariano Procópio, destacou que o objetivo é retomar o serviço, que é uma memoria afetiva dos visitantes da instituição e não é oferecido há 12 anos.


Segundo Tiago Martins Neves, houve uma pesquisa para a retomada dos pedalinhos do lago. Ele explica os critérios para a participação e para a escolha da empresa fornecedora .


Tiago Martins Neves, da Assessoria de Programação e Acompanhamento do Museu, reforçou os benefícios do retorno do serviço de pedalinhos ao lago do parque da instituição.



Critérios para participar da licitação


O edital, que está disponível no site da Prefeitura, prevê que a empresa vencedora disponibilize, entre outras normas:

  • entre 4 e 10 pedalinhos do modelo Cisne, pintados de branco e com números em cores vivas e visíveis;

  • modelos com capacidade para dois adultos e uma criança de colo, de até três anos;

  • pedalinhos fabricados em fibra de vidro de alta resistência;

  • equipamentos em boas condições de uso, com no máximo três anos de uso, comprovado mediante nota fiscal;

  • com timão em formato de volante;

  • pelo menos um suporte para garrafas de água;

  • o preço a ser cobrado para utilização do pedalinho não poderá ser superior a R$ 5 por usuário para um período mínimo de 20 minutos.

O prestador do serviço deverá ter disponível um barco de pequeno porte, movido a motor de popa no caso de necessidade de se deslocar rapidamente até os pedalinhos que estiverem navegando, em razão de alguma pane, manutenção, socorro ou necessidade de algum tripulante das embarcações.


As crianças menores de 12 anos somente poderão embarcar nos pedalinhos acompanhadas dos pais ou de responsáveis maiores de 18 anos; todos deverão utilizar coletes salva-vidas com apito, obrigatório durante toda a navegação e atracamento.


Ninguém poderá embarcar após consumo de bebidas alcoólicas, como prevê o regulamento de uso vigente do parque.

57 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page