top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Morre Murílio de Avellar Hingel que se dedicou à educação em Juiz de Fora, no estado e no país


Murílio Hingel foi Ministro da Educação do Governo de Itamar Franco de 1992 a 1995.


Por Rádio Catedral

Foto: Gustavo Tempone/UFJF | Instagram Forum da Cultura UFJF.

Morreu na madrugada desta quarta-feira, 4, na França, onde se encontrava em viagem, Murílio de Avellar Hingel. Nascido em 5 de abril de 1933 em Petrópolis (RJ), Hingel dedicou sua vida à educação. Atuou na Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) e em outras instituições de ensino da cidade. Ocupou ainda o cargo de Ministro da Educação no Governo Itamar Franco, entre os anos de 1992 e 1995 e foi também Secretário de Estado de Educação de Minas Gerais.


A UFJF decretou luto oficial na instituição por três dias. A causa da morte não foi divulgada e nem informações sobre o translado do corpo para o Brasil e sepultamento.


A Prefeita de Juiz de Fora, Margarida Salomão, lamentou a morte de Hingel que dedicou sua vida à educação em Juiz de Fora, no estado e no país.


O reitor da UFJF, Marcus David, destacou que, quando ministro, Hingel estabeleceu uma prática comprometida com “uma educação transformadora”. “Além de ter sido um professor com papel fundamental na criação da própria universidade, do Colégio de Aplicação João XXIII e da Faculdade de Educação, é importante destacar também que, como ministro, Hingel foi responsável por permitir que a UFJF passasse a dispor de dois dos maiores equipamentos culturais da nossa cidade: o Cine-Theatro Central e o acervo do poeta Murilo Mendes, que hoje está no Museu de Artes Murilo Mendes (Mamm).”


Forum da Cultura


O Forum da Cultura, por meio das redes sociais, divulgou uma nota de pesar lamentando o falecimento do "nosso estimado Prof. Murílio de Avellar Hingel".


Em 1993, com apoio de Murílio, Ministro da Educação e Desportos, o teatro do Forum passou por uma modernização, possibilitando a reforma da plateia em níveis, melhorando a visibilidade para o espectador. A suspensão da urdidura, com a instalação de varas com deslocamento de maquinaria em contrapeso, ampliou os recursos cenográficos. Nessa reforma, o espaço a comportar 200 espectadores sentados.


No mesmo ano, Hingel doou um rico acervo fonográfico ao Forum da Cultura. Com a predominância da música erudita, indo de composições medievais a compositores contemporâneos, o acervo possui obras raras, gravações importantes e peças especiais. A história da música, em seus variados acordes, pode ser contada nos discos selecionados, durante décadas, pelo exigente colecionador. São exemplares de discos, em 78 rotações, adquiridos nas antigas Lojas Dahbar, como Panis Angelicus, na voz de Benjamino Gigli. Mais de um milheiro de discos guarda as grandes vozes do canto e soberbas orquestras que pontuaram a fonografia no século XX.


Memorial da República


"É com profundo pesar que o Memorial recebeu a notícia do falecimento do Professor Murílio Hingel, Ministro da Educação durante o governo de Itamar Franco. No ano em que o Memorial celebra os 30 anos da presidência de Itamar, o país perde uma suas maiores e mais inspiradores lideranças na Educação, e o Memorial, um grande e fraterno amigo.


A lista de serviços de Murílio ao povo brasileiro e juizforano é tão grande que, ainda hoje, divulgaremos uma nota completa, em homenagem ao Professor.


Por enquanto, neste momento de luto, estendemos nossas mais sinceras condolências à família, amigos e admiradores de Murílio Hingel. Que seu legado de dedicação à educação e ao progresso continue a guiar as futuras gerações, garantindo que seu trabalho árduo e visão continuem a beneficiar o povo brasileiro."


Câmara de Juiz de Fora


"Com grande consternação, a Câmara Municipal de Juiz de Fora (CMJF), por meio do presidente Zé Márcio-Garotinho (PV) e demais vereadores, lamenta o falecimento do professor e ex-ministro da Educação Murílio de Avellar Hingel.

Notório militante pela educação e pela democracia no Brasil, Murílio deixa legado de relevância nacional que permanecerá. Para a cidade, é ainda mais triste a perda, pois Murílio atuava sempre tendo como norte Juiz de Fora, até quando foi ministro do governo de Itamar Franco. Atuou pela educação na prática, foi professor e diretor de várias instituições de ensino superior e de 1º e 2º graus, exercendo cargos técnicos e administrativos no município de Juiz de Fora e no estado de Minas Gerais.


Transmitimos a familiares e amigos nossos sentimentos neste momento de perda inestimável. Ainda não há informações sobre os ritos fúnebres".


Participação no JF Entrevista


Aos 90 anos, o ex-ministro era constantemente convidado para palestras e entrevistas, verdadeiros repositórios de seu conhecimento. Uma das últimas gravações com Murílio Hingel ocorreu justamente, no estúdio da JFTV, canal digital da Câmara Municipal. Assista à entrevista completa clicando aqui. O programa será reprisado nesta quarta-feira, 4, às 21h, e no próximo domingo, 8, às 22h - no canal 35.1 e pelo YouTube.


MAMM/UFJF - Museu de Arte Murilo Mendes


"Morreu nesta quarta-feira, 4 de outubro, o ex-ministro da Educação e membro do Conselho Curador do MAMM/UFJF, Murílio Hingel. Ele estava em viagem com a família na França e a causa da morte ainda não foi divulgada. Como ministro da Educação do governo Itamar Franco, desempenhou papel fundamental no processo de aquisição da coleção de obras de arte que pertenceram ao poeta Murilo Mendes na década de 1990. Em 2020, Hingel falou sobre Murilo Mendes na série "Histórias e Memórias: 15 anos MAMM": "Quem lembra de Murilo Mendes compreende a alma do poeta, do escritor, do artista, do amigo de artista, desse juiz-forano ilustre que dá nome ao Museu de Arte Murilo Mendes da Universidade Federal de Juiz de Fora. É uma honra para a cidade ter, dentro dos limites de sua universidade, o acervo de Murilo Mendes". O MAMM/UFJF se solidariza com a família e amigos de Murílio Hingel".



A Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais divulgou nota de pesar pelas redes sociais





25 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page