top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Gratidão, alegria e impulso para seguir escrevendo a história: Dom Gil fala sobre as forças motrizes da Festa dos 100 anos da Diocese de Juiz de Fora

Por Roberta Oliveira e Fabíola Castro



Momento de gratidão e alegria: esta é a inspiração para a grande festa dos cem anos de criação da Diocese. E também um impulso para a história da Igreja Católica em Juiz de Fora continuar sendo escrita.


É assim que o Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, fala sobre as celebrações deste ano especial, que começa em 1º de fevereiro, o dia do aniversário do centenário da criação da Diocese de Juiz de Fora.



Dom Gil reforça que o centenário é uma chance das pessoas conhecerem a história da Diocese e se engajarem ainda mais na vida da Igreja.




Itinerário de espiritualidade nas paróquias


O tríduo comemorativo irá preparar as 91 paróquias em 37 cidades do território arquidiocesano para a grande festividade em 4 de fevereiro. Segundo o Assessor Eclesiástico da Pastoral da Comunicação Arquidiocesana, Padre Rafael Nascimento, cada dia terá um tema específico: Eucaristia, Misericórdia e o cuidado de Nossa Senhora Maria Santíssima.



Para auxiliar as comunidades neste itinerário, foi preparado o subsídio litúrgico Celebrai.



Padre Rafael Nascimento lembrou outros dois símbolos do Centenário Diocesano: um selo e um monumento que será erguido em Juiz de Fora.



A grande solenidade dos cem anos será celebrada em 4 de fevereiro, em torno do altar da Catedral Metropolitana. A programação começa com um o evangelizashow com Padre Pierre Maurício, Pároco da Paróquia Santa Rita de Cássia em Juiz de Fora.




Para melhor organização e identificação, a Arquidiocese dividiu as foranias em cores, para que as caravanas sejam melhor identificadas. Você já sabe qual é a cor da sua forania?




56 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page