top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Especialista explica sobre as doenças inflamatórias intestinais

Por Fabíola Castro


O quadro “Bendita Saúde” desta quinta-feira, 30, trouxe informações sobre as doenças inflamatórias intestinais (DIIs), para as quais especialistas vêm alertando sobre a importância do acompanhamento médico e do tratamento adequado para garantir qualidade de vida do paciente.


Dados recentes da Sociedade Brasileira de Coloproctologia mostram que a incidência dessas doenças no Brasil tem crescido. Elas podem atingir todo o intestino ou uma parte dele, daí a importância de iniciativas de conscientização da sociedade e dos próprios médicos, para que identifiquem os sintomas e sinais mais precoces, busquem o diagnóstico também de forma precoce e indiquem o tratamento adequado. Os sintomas iniciais podem ser confundidos com os de outras doenças.


O professor de gastroenterologia da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Doutor Julio Chebli, falou sobre essas doenças.


Confira:


O que são as doenças inflamatórias intestinais? Quais são mais comuns?


O que caracteriza essas duas doenças que o senhor citou: a Retocolite e a Doença de Crohn?


A incidência dessas doenças no Brasil é grande? Qual o público, a faixa etária mais atingida?


Como é feito o diagnóstico para uma possível doença inflamatória intestinal?


Ao perceber os sintomas que o senhor citou, qual médico a pessoa deve procurar?


Após o diagnóstico, como é feito o tratamento? Essas doenças têm cura?


Além de tudo que foi dito, as doenças inflamatórias intestinais podem trazer outros impactos físicos e até mentais para as pessoas?


Quais as suas considerações, Doutor Julio, sobre essa nossa entrevista, sobre as doenças inflamatórias intestinais?


Como Doutor Julio Chebli destacou, o gastroenterologista e o coloproctologista são os especialistas mais indicados para diagnosticar e tratar as doenças inflamatórias intestinais, assim como o clínico geral também, por isso, a importância de procurar o médico diante de qualquer alteração ou dos sintomas indicados para que se descarte uma dessas doenças ou se faça o diagnóstico correto o quanto antes. E com o tratamento adequado dar mais qualidade de vida ao paciente.

36 visualizações0 comentário

コメント


bottom of page