• Radio Catedral

Comitê Municipal de Trânsito de JF se reúne para discutir morte de motorista na garagem da Tusmil

Por Roberta Oliveira


O Comitê Municipal de Transporte de Juiz de Fora se reúne nesta segunda, 6 de junho, para discutir o acidente que causou a morte de Francisco Venâncio, de 62 anos, dentro da garagem da empresa Tusmil no último sábado, 4.


Em protesto os funcionários não foram para as ruas na manhã de sábado, até o final de uma reunião com garantias de segurança para eles e para os usuários.


O corpo de Francisco Venâncio foi sepultado neste domingo, 5, no Cemitério Municipal, de acordo com a Funerária Filgueiras.


A Prefeitura decretou luto oficial por três dias. Em notas, a Empresa e o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário (Sinttro) se posicionaram sobre o assunto e manifestaram condolência aos familiares.

Morte na garagem da empresa


O acidente foi registrado no início da madrugada de sábado. De acordo com a ocorrência policial, um motorista de 63 anos contou que estava recolhendo o ônibus que faz a linha 707 – Cidade do Sol, subiu a rampa e ficou estacionado esperando para entrar no pátio.


O motorista disse que desligou o coletivo, engrenando e ficou com o pé no pedal do freio. No entanto, o coletivo desceu a rampa de ré, mesmo com o motorista tentando frear e atingiu Francisco Venâncio que estava em pé do lado de fora da guarita, conversando com outros funcionários, após encerrar o serviço.


Além de Francisco Venâncio, outro ônibus, uma moto e um canteiro foram atingidos pelo ônibus que desceu a rampa. O Samu foi chamado, mas Francisco Venâncio morreu no local. Após a perícia, o corpo foi liberado para a funerária.



Posicionamento da Tusmil


Em nota enviada pela assessoria, a Tusmil disse estar desolada, indicou a possibilidade de falha humana e que as causas serão apuradas.


A Tusmil está desolada com o fato ocorrido em sua garagem, lamentando enormemente esta tragédia com um de seus colaboradores, e ainda num momento em que vem sendo atacada de todas as formas, quando todos vivem dias de insegurança e angústia. Mas é preciso que as pessoas não se deixem levar por explicações “fáceis” e oportunistas.
O carro envolvido no acidente passou por manutenção no dia 31 de maio último, circulou normalmente na data de ontem, sendo que, no momento em que estava sendo recolhido, já na rampa de acesso à garagem, o motorista o paralisou na subida, sem puxar o freio de mão.
As perícias foram acionadas e os trabalhos já estão sendo realizados para apurar a real causa.
Os demais carros foram impedidos de sair para a prestação do serviço, independente da vontade da empresa, que está trabalhando para retomar a operação, fazendo tudo ao seu alcance para reduzir o impacto sobre a população, além de acolhe a família do colaborador e a todos na empresa.

Posicionamento do Sinttro


Também em nota, o Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário – SINTTRO – destacou que a situação do transporte público de Juiz de Fora não é novidade e já foi motivo de denúncia junto ao Ministério Público do Trabalho.



Comunicado do Sinttro após a morte de Francisco Venâncio Foto: Facebook/Reprodução

"É inadmissível que um trabalhador perca a sua vida no exercício da sua função profissional", diz a prefeita


Em dois vídeos publicados nas redes sociais, a Prefeita Margarida Salomão se posicionou sobre a morte de Francisco Venâncio.


A Margarida Salomão falou sobre os objetivos da reunião do Conselho Municipal de Transporte prevista para hoje.


O processo de caducidade da Tusmil está em andamento na fase final de decisão se aceita o recurso apresentado pela empresa ou não.

0 comentário