top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Você dorme bem? Distúrbios podem prejudicar a qualidade do sono

Atualizado: 29 de mar. de 2023

Em caso de sintomas, de fatores que prejudiquem a qualidade do sono é preciso procurar ajuda especializada. É possível realizar tratamentos para melhorar o sono que não envolvam medicamentos. Confira na entrevista!


Por Fabíola Castro

Foto: Freepik

Dormir bem é um hábito que deve fazer parte da rotina de todas as pessoas. É durante o sono que o organismo exerce as principais funções restauradoras do corpo, repõe energias e regula o metabolismo, fatores essenciais para manter corpo e mente saudáveis. Especialistas recomendam em média 8 horas de sono por dia, sem interrupções.


Mas existem fatores, condições da nossa vida diária que podem causar distúrbios no sono é que são capazes de afetar a forma de dormir, a qualidade desse momento, impedindo que ele seja completo ou fazendo com que seja insuficiente diante das necessidades de cada individuo. Se a pessoa não dorme bem ela não consegue se sentir descansada o que pode acarretar ainda outros problemas.


A Professora da Estácio Fabiana Coelho, fisioterapeuta e profissional de educação física, especialista em reabilitação cardiopulmonar, em entrevista para o quadro “bendita Saúde” desta terça-feira, 28, falou sobre esses distúrbios que podem prejudicar a qualidade do sono.


Confira:


Falar e entender sobre a qualidade do sono e os distúrbios que podem prejudicá-lo é importante?


O que podemos entender por distúrbios respiratórios do sono?


Quais são os distúrbios do sono mais comuns?


Esses distúrbios são mais comuns em qual perfil de pessoas?


Existem sintomas, sinais que indiquem que a pessoa tenha algum distúrbio do sono?


Quais principais fatores para os distúrbios do sono?


A posição de dormir faz diferença nesses distúrbios? Como seria o melhor posicionamento para dormir?


É possível realizar um tratamento não medicamentoso no caso de distúrbios do sono?


Em caso desses distúrbios do sono que estejam prejudicando a pessoa de dormir bem e com qualidade, então, é preciso procurar ajuda especializada?


Especialistas recomendam em média 8 horas de sono por dia, sem interrupções. Esse número pode variar de acordo com a idade de cada indivíduo e as necessidades de desenvolvimento de seu corpo. Adultos necessitam de 7 a 8 horas de sono de qualidade, e em horários regulares por dia; adolescentes precisam dormir cerca de 8 a 10 horas diariamente; crianças necessitam de 9 a 13 horas de sono a cada dia; bebês precisam dormir de 12 a 16 horas por dia.


O cansaço pode nos sobrecarregar física, mental e emocionalmente. O sono de qualidade ajuda a manter a saúde mental e pode ajudar as pessoas a se concentrarem melhor durante o dia. Por essas, e outras razões, o sono é um pilar fundamental da saúde humana.


Alguns hábitos que ajudam a ter um sono reparador:

  • Praticar atividade física, mas não antes de deitar;

  • Eliminar luzes e barulhos durante a noite, sempre que possível;

  • Adotar uma rotina de horários para dormir e acordar;

  • Se tiver o hábito de dormir de dia, o cochilo não deve ultrapassar 45 minutos;

  • Evitar ingerir álcool 4 horas antes de dormir e não fumar;

  • Evitar cafeína pelo menos 6 horas antes de dormir;

  • Evitar alimentação “pesada”, apimentada e doces por pelo menos 4 horas antes de dormir.

São dicas básicas para um sono reparador que ajudam a manter a saúde física e mental em dia!

30 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page