top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Via-Sacra da Juventude retorna ao Morro do Cristo com a participação das Escolas Católicas

por Giovane Rezende

Realizada desde 2010, a Via-Sacra da Juventude, com a subida ao Morro do Cristo, volta a acontecer em Juiz de Fora, após dois anos. No próximo domingo, 13, Jovens e adultos se reúnem para este momento de fé, reflexão e sinodalidade. No ano de 2021, devido a pandemia, a tradicional peregrinação foi transferida para a Catedral Metropolitana, e não contou com a caminhada em direção ao monte.


A concentração está marcada para às 8h, na Igreja Nossa Senhora de Fátima, localizada próximo ao portão Norte da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Às 8h30, haverá Santa Missa no lado de fora da igreja, presidida pelo Arcebispo Metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, e, em seguida, tem início a Via-Sacra, como comenta o pastor.

O grande diferencial deste ano será a participação das Escolas Católicas de Juiz de Fora, integrando o evento no Morro do Cristo. A ideia surgiu a partir do tema da Campanha da Fraternidade 2022: Fraternidade e Educação, como destaca o Vigário Episcopal para Educação, Comunicação e Cultura, Padre Antônio Camilo de Paiva.

Neste contexto, da educação e espiritualidade, conforme padre Camilo, as Escolas e Instituições católicas foram incluídas na Via-Sacra da Juventude.

Esse gesto de união entre as Escolas e as Paróquias é o diferencial desta Via-Sacra, educando e fazendo fraternidade, como explica Padre Antônio Camilo de Paiva.

De acordo com o Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, esta é uma caminhada que marca, além do retorno da segurança para este exercício público de fé, a sinodalidade, neste momento em que vivemos o II Sínodo Arquidiocesano.

O Vigário Episcopal para Educação, Comunicação e Cultura, Padre Antônio Camilo de Paiva, faz um convite aos ouvintes da Rádio Catedral.

A Via-Sacra consiste em percorrer espiritualmente o caminho de Jesus ao Monte Calvário enquanto carregava a Cruz, assim como a oportunidade de interiorizar em seu sofrimento. No trajeto até o Morro do Cristo, são meditados os passos de Jesus rumo à Sua Paixão, Morte e Ressurreição, mistério central da fé cristã. No percurso, os jovens conduzem as réplicas de símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) – Cruz dos Jovens e Ícone de Nossa Senhora -, e as 15 cruzes que representam as estações da Via Dolorosa.

46 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page