top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

"Vai lá, falar de Deus": casal de namorados compartilha a alegria e o aprendizado em ser Catequista

Por Roberta Oliveira

Malu e Vinícius falam sobre o chamado para ser catequistas - Fotos: Catedral Metropolitana.

Nas celebrações do mês de agosto, nesta semana é a vez das vocações leigas. No próximo domingo, 28 de agosto, a Igreja celebra o Ministério da Catequese - Dia do Catequista.


O Jornal Boa Nova contou a história de um casal de namorados, Malu e Vinícius. Os universitários receberam – e atenderam – um chamado muito especial para a comunidade católica: ser catequista. E descobriram que, ao compartilhar ensinamentos, aprendem cada vez mais.


Maria Luísa Campos Braga é catequista na Catedral Foto: Catedral Metropolitana

“Eu sinto que eu encaixo ali, como não encaixo em nenhum outro lugar”


Maria Luísa Campos Braga, a Malu, tem 19 anos. Ela é catequista na Perseverança na Catedral Metropolitana há três anos. Como vários jovens, Malu conta que teve uma fase de afastamento, mas voltou à igreja.


Este encantamento despertou o chamado interno para ser catequista. E Malu conta que agiu para tornar esse desejo realidade.


Primeiro, Malu atuou como assistente de catequista na turma de Primeira Eucaristia. E ela considerou este período enriquecedor para estar pronta para assumir a condução de uma turma, no ano passado. E ela falou sobre o que representa ser catequista.



Vinicius Matos Virtuoso é catequista na Catedral Metropolitana Foto: Catedral Metropolitana


"Como se Deus estivesse falando: 'deixa esses medos de lado e vai lá!'"

Vinicius Matos Virtuoso é catequista da Crisma Jovem na Catedral. Ele disse que a experiência de fé o levou até esta pastoral, após uma dica da namorada, a Malu.


Vinícius contou que a reação inicial ao convite de ser catequista foi “será que sou capaz”. No entanto, ele superou a insegurança e a timidez, porque o chamado para fazer a diferença foi mais forte.


Vinícius destaca que a Pastoral da Catequese é uma forma de servir à comunidade e também de agregar conhecimento, porque, ao ensinar, ele aprende muito.


Vinicius Matos Virtuoso reforça que é grato pela responsabilidade de compartilhar com os adolescentes o que aprendeu: a vivência da fé católica não é apenas nos encontros semanais, mas em todos os momentos de todos os dias.


Se você se sentiu tocado pelos exemplos de Malu e de Vinícius, procure a sua paróquia e se informe sobre como fazer parte desta missão e atender ao chamado de Jesus, como está no Evangelho de São Mateus: “Ide, fazei discípulos, ensinai”. (Mt, 28, 19-20)

141 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page