• Radio Catedral

Como cuidar da audição?

Por Fabíola Castro


O nosso ouvido é o órgão responsável pelo sentido da audição que nos permite perceber o que ocorre a nossa volta por meio dos sons. A surdez é um dos problemas que podem acometer o aparelho auditivo e segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), em todo o mundo, milhões de pessoas sofrem de perda auditiva. De acordo com o órgão, este quadro pode piorar até 2050, quando mais de 900 milhões de pessoas deverão registrar perda de audição.


A diminuição auditiva, na maioria das vezes, acontece de maneira gradual, podendo ocasionar a perda parcial ou chegar à perda total da capacidade de ouvir.


No Brasil, segundo dados da Sociedade Brasileira de Otologia, de cada mil crianças nascidas, entre três e cinco já possuem algum problema auditivo. Apesar de alguns indivíduos já nascerem com algum tipo de deficiência auditiva, boa parte das pessoas desenvolvem o problema ao longo da vida. O último dia 10 de novembro foi o "Dia Nacional Prevenção e Combate à Surdez".


A Otorrinolaringologista do Departamento de Clínicas Especializadas (DCE) do PAM Marechal, em Juiz de Fora, e professora substituta da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Dra. Ludimila de Oliveira Cardoso Ouverney, conversou com o "Bendita Saúde" desta quinta-feira (18), para trazer informações importantes quanto à prevenção da surdez e para a boa saúde dos ouvidos, do aparelho auditivo.


Confira:


A surdez é um problema que afeta muitas pessoas em todas as faixas etárias?


O que caracteriza a surdez? Existem graus diferentes?


Já ao nascer, é possível detectar no bebê algum problema auditivo?


Existem fatores de risco para a perda auditiva nos bebês?


Ao longo da vida, que fatores podem ocasionar a perda da audição?


O envelhecimento e o estilo de vida das pessoas são fatores que geralmente acometem a audição?


A quais fatores, situações do nosso dia a dia, devemos ficar atentos e que podem ser um sinal de alerta de que a audição pode ter algum comprometimento?


Fones de ouvidos, que são muito comuns hoje em dia, são prejudiciais?


Os problemas auditivos podem ser reversíveis?


Além da perda auditiva, quais outros problemas podem acometer o ouvido, o aparelho auditivo?


Quais seriam as dicas para cuidar bem dos ouvidos, da audição?


Como procurar atendimento em caso de algum incômodo, problema no ouvido, na audição?


Se a perda da audição for completa ou quase completa, como proceder para que o paciente não perca a qualidade de vida, esse seu contato, sentido com o mundo externo?


Quais são as suas considerações para finalizarmos nossa entrevista?


0 comentário