top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Atendimentos do PAI na Maternidade Therezinha de Jesus em JF começam na noite desta quinta (13)

Por Fabíola Castro

*Foto: PJF.

Na manhã desta quinta-feira, 13, o Pronto Atendimento Infantil (PAI) de Juiz de Fora foi inaugurado em novo endereço. Ele passa a funcionar em prédio anexo ao Hospital Maternidade Therezinha de Jesus (HMTJ), na Rua Dr. Dirceu de Andrade, 33, no bairro São Mateus.


A mudança visa realizar adequações no atendimento especializado de urgência e emergência médica pediátrica e já estava prevista em um Termo de Compromisso firmado entre o Ministério Público e a Prefeitura de Juiz de Fora, diante das inadequações do antigo espaço, como destacou a Prefeita Margarida Salomão.


De acordo com a Prefeita, o antigo prédio do PAI, no Morro da Glória, era alugado e já não mais atendia às necessidades do local.


A escolha do HMTJ, segundo Margarida Salomão, foi feita por processo público.


O Secretário de Saúde, Ivan Chebli, destacou a ampliação da cobertura e do atendimento com o novo local e estrutura do PAI para atender ao público infantil.


O diretor-presidente do Hospital Maternidade Therezinha de Jesus, Marco Antônio Guimarães de Almeida, ressaltou que a parceria visa o atendimento de qualidade com a união de todos.


Para o Diretor do Conselho de Administração do HMTJ, Dr. José Mariano Soares de Moraes, a parceria é um primeiro passo para se buscar mais recursos para o atendimento de saúde no município.


De acordo com a Prefeitura de Juiz de Fora, para a transferência de local de atendimento do PAI foi feito um investimento de R$ 700 mil para reforma e aquisição de equipamentos.


O novo local, ainda segundo a Administração Municipal, garantirá apoio de diagnóstico mais rápido, acesso a exames laboratoriais de imagem em menor tempo e sem necessidade de deslocamento de pacientes e amostras, e a possibilidade de internação para casos graves sem a exigência de transferência. Os atendimentos começam já nesta quinta, 13, a partir das 19h.

São 11 leitos de observação, sendo dois de isolamento com antessala, três consultórios médicos, um consultório de enfermagem, uma sala de urgência e medicação externa, sala de raio-x integrada, seis sanitários e conforto médico e de enfermagem, acesso a exames de imagem e laboratoriais de forma ágil, retaguarda de cirurgia pediátrica, neurologia, ortopedia e leitos de enfermaria e UTI, esses financiados exclusivamente pelo Município de Juiz de Fora, sem a participação do Estado de Minas Gerais ou Ministério da Saúde, conforme a PJF.

104 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page