• Radio Catedral

Prefeitura esclarece pontos do programa Juiz de Fora pela Vida


por Giovane Rezende


Em coletiva de imprensa realizada na tarde de terça-feira, 26, a Prefeitura de Juiz de Fora, com a participação do Secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Agropecuária, Inácio Delgado, da Secretária de Sustentabilidade em Meio Ambiente e Atividades Urbanas, Aline Junqueira, e da Subsecretária de Vigilância em Saúde, Cecília Kosmann, foram esclarecidos alguns pontos do novo decreto para enfrentamento à pandemia na cidade, o Juiz de Fora pela Vida.

Segundo Inácio Delgado, a saída do programa Minas Consciente, do Governo do Estado, foi definida pela rigidez do sistema

Ainda segundo o secretário, Juiz de Fora estava sendo prejudicada economicamente com as mudanças de ondas, por ser majoritariamente dependende do setor de serviços.

Para Inácio Delgado, foi criada uma polarização entre aqueles que defendem a vida e a ciência e aqueles em defesa da economia. Ele acredita que isso é falso e precisa haver um acordo na sociedade para atravessarmos juntos esse momento.

Para avançar entre as novas fases criadas pelo programa Juiz de Fora pela Vida, vão ser utilizados os critérios do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems). Inácio Delgado explica que isso não significa um alargamento da onda vermelha do Governo Estadual.

Segundo o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Agropecuária, a responsabilidade da população aumenta, já que o avanço nas fases vai depender de indicadores e não de decisões políticas.

Conforme a Subsecretária de Vigilância em Saúde, Cecília Kosmann, são seis indicadores que vão ser analisados, pontuados e, a partir da soma dessas pontuações, Juiz de Fora vai saber em qual fase se insere no novo programa.

Ainda de acordo com Cecília, apesar da ocupação de leitos de UTI ser o indicador de maior peso, existem outros fatores que vão ser levados em consideração.

A Secretária de Sustentabilidade em Meio Ambiente e Atividades Urbanas, Aline Junqueira, destacou o trabalho da fiscalização e ajuda da sociedade com as denúncias.

Nessa nova fase, segundo Aline, a fiscalização vai seguir o que está estabelecido nos protocolos e cobrar o que está sendo executado.

Com a aproximação do Carnaval, Aline Junqueira destacou a preocupação com eventos clandestinos.

A cidade encontra-se na fase vermelha do programa Juiz de Fora pela Vida. Nesta fase, são permitidos aos restaurantes e lanchonetes o consumo interno. Os bares só podem funcionar no sistema de delivery ou retirada. O decreto pode ser conferido na íntegra no site da Prefeitura.



0 comentário

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • 347814db5ead8ece1540a586342c64b7_logo-ds

© Criado por Elias Arruda.  Todos os direitos reservados à Rádio Catedral - FM .