top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Prefeitura de Juiz de Fora anuncia cancelamento do carnaval 2022

Por Fabíola Castro


Na manhã desta terça-feira (7), a Prefeitura de Juiz de Fora comunicou pelas redes sociais do Executivo e também da Prefeita Margarida Salomão, o cancelamento do carnaval 2022. A publicação, em vídeo, trouxe o pronunciamento do Secretário de Comunicação, Márcio Guerra. Confira:


Na publicação da Prefeita, é destacada que “essa foi uma decisão necessária, em nome da responsabilidade, sabendo que temos uma situação sanitária que necessita de segurança”. A chefe do Executivo juiz-forano pede ainda a "compreensão de toda população, bem como atenção com os tradicionais esforços de se vacinar, usar máscara, álcool gel e ventilação de locais fechados".

Conforme o Secretário de Comunicação, Márcio Guerra, as atividades do Grupo de Trabalho que discute a realização do carnaval em Juiz de Fora continuam, tendo em vista a promoção da folia em 2023. Em relação à data, a Prefeitura de Juiz de Fora já havia comunicado que o carnaval da cidade volta a acontecer junto com o feriado nacional, o que não impede a realização de eventos pré-carnavalescos. Antes da pandemia, nos últimos anos, a festa no município era adiantada. Em novembro foi realizado o seminário “O Carnaval e a Cidade”, promovido pela Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa). O Grupo de Trabalho criado para as discussões tinha a responsabilidade de definir as estratégias para a Folia de Momo em 2022, e agora, continua discutindo a realização da próxima edição. O grupo, discute ainda, o local para acontecer o carnaval na cidade.

Variante ômicron


Em relação à pandemia e a nova variante do coronavírus, a “ômicron”, no Brasil, até o momento, são seis casos registrados, com três no estado de São Paulo, dois no Distrito Federal e um detectado no Rio Grande do Sul. Em Minas Gerais, a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) informou que o exame de sequenciamento genético realizado pela Fundação Ezequiel Dias (Funed), de uma paciente de 33 anos, procedente da República do Congo, descarta a suspeita de infecção pela variante “ômicron” na amostra encaminhada para análise em 29 de novembro. A paciente com teste positivo para Covid-19, foi admitida no mesmo dia, no Hospital Eduardo de Menezes, em Belo Horizonte. Segundo a pasta da saúde estadual, a paciente apresenta boa evolução em seu quadro de saúde. A SES-MG informou ainda que não há nenhum outro caso suspeito de variante "ômicron" em investigação no Estado e ressalta a importância de se manter o cumprimento dos protocolos sanitários e do esquema completo de vacinação, estratégias indispensáveis para o sucesso dos esforços no enfrentamento da pandemia.

14 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page