top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Pontuação obtida por Juiz de Fora no ICMS Cultural possibilita maior recebimento de recursos

Por Fabíola Castro

*Foto: PJF.

Juiz de Fora obteve grande pontuação no último ranking divulgado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha), do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) Patrimônio Cultural, e é a cidade da Zona da Mata Mineira com maior número de pontos ficando à frente até mesmo de municípios de grande porte, como a capital Belo Horizonte. Conforme o Iepha, a cidade obteve 21,32 pontos em 2021, o que é mais que o dobro do total obtido no ano anterior (9,71 pontos), como comenta a diretora-geral da Funalfa, Giane Elisa Sales de Almeida.


Giane Elisa ressalta a importância da conscientização da preservação do patrimônio cultural.


A avaliação do ICMS Patrimônio Cultural tem como base o relatório das ações realizadas pelos municípios mineiros para salvaguarda de seu patrimônio e de sua cultura.


Em Juiz de Fora, a documentação foi sistematizada e encaminhada ao Iepha pelo Departamento de Memória e Patrimônio Cultural da Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa). A diretora-geral, Giane Elisa, destaca o cuidado tanto para a área de patrimônio material quanto imaterial.


Quanto melhor a pontuação obtida no ranking do ICMS Patrimônio Cultural, maior o volume de recursos encaminhados ao município. No entanto, de acordo com o Executivo, o montante a ser recebido por Juiz de Fora ainda não foi informado pelo Iepha.

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page