top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Período de estiagem traz riscos de queimadas - PM do Meio Ambiente faz alerta

Por Fabíola Castro

Foto: Evandro_Rodney_Agência Minas.

Com a chegada do período de estiagem as queimadas colocam em risco a fauna e a flora. Somente no ano passado, na região da 4ª Companhia de Meio Ambiente da Polícia Militar (4ª Cia MAmb), que atende aos municípios da Zona da Mata, foram identificados e fiscalizados 170 hectares de áreas queimadas. Essa quantidade equivale a 238 campos de futebol.


O comandante do Pelotão do Meio Ambiente em Juiz de Fora, Tenente Júlio César de Almeida, explica quais as causas mais comuns de incêndios no período de estiagem.


Tenente Júlio César de Almeida orienta o que as pessoas devem fazer ao se deparar com queimadas nas estradas.


Assim como ano passado, a PM de Meio Ambiente realiza ações para orientar toda população sobre os riscos de provocar queimadas, situação que pode ser considerada crime e cabe punição. O Tenente Júlio Almeida enumera algumas situações, como aquelas em que as pessoas usam o fogo para "limpar" o terreno em áreas particulares, atitude que não é correta.


As multas para quem provoca queimadas variam conforme a proporção e área atingida, segundo Tenente Júlio Almeida, e a punição se agrava se as áreas forem de preservação.


A cultura popular diz que os meses que não têm a letra "R" são os mais secos na região Sudeste do Brasil. Por isso, a importância da conscientização das pessoas quanto aos riscos e perigos de colocar fogo em qualquer área que seja.


Além de orientar, a PM vai fiscalizar e multar os infratores. Ano passado, foram 35 ocorrências em que os policiais identificaram os cidadãos que provocaram a queimada e aplicaram multa. O montante foi de R$ 172.550.


Outra grande preocupação, conforme a Polícia Ambiental, é com os parques da região. Áreas como o Parque Estadual de Ibitipoca e a Serra do Brigadeiro foram castigadas ano passado com incêndios, muitas vezes, provocados pela ação do homem.


5 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page