top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Palestras em escolas reforçam combate ao Aedes aegytpi em Juiz de fora

Por Rádio Catedral



Neste fim de semana, várias cidades realizaram o Dia D de combate à dengue em Minas Gerais. Atualmente, segundo o painel de monitoramento de arboviroses, 32 mortes foram confirmadas e 166 estão em investigação. 99.035 casos foram confirmados e 286.002 casos prováveis.

 

Em Juiz de Fora, uma morte está em investigação, 1.003 casos prováveis de dengue foram notificados e 902 confirmados, além de cinco casos de chikungunya.


Leia também




Nesta semana, a Prefeitura ampliou o trabalho de combate à dengue, levando palestras às escolas em áreas da zona norte:

 

  • Segunda, 26: Escola Municipal Amélia Pires, Monte Castelo

  • Terça, 27: Escola Municipal Professor Paulo Rogério dos Santos, Monte Castelo

  • Quarta, 28: Escola Estadual Doutor Clemente Mariani, Carlos Chagas

  • Quinta, 29: Escola Municipal Henrique José de Souza, Cidade do Sol

  • Sexta, 1: Escola Estadual Professor Teodoro Coelho, Jóquei Clube


Até a próxima sexta-feira (23), os agentes de combate vão passar pelos seguintes locais:


  • Região Norte: São Judas Tadeu e Santa Cruz; 

  • Região Leste: Santa Cândida e São Sebastião;

  • Região Nordeste: Grama e Granjas Bethânia;  

  • Região Sul: Santa Luzia;  

  • Região Oeste: São Pedro;

  • Centro: Mariano Procópio e Democrata

 

A Prefeitura solicita que os moradores abram as residências para os servidores que estão identificados e uniformizados. A vistoria é feita nas partes externa e interna das casas, sempre acompanhado pelo responsável pelo imóvel. O Agente de Endemias deve orientar e avaliar as situações de risco remanejando e ou eliminando os recipientes que possam acumular água e/ou que não tenham utilidade. E aplicar larvicida nos recipientes que não puderem ser eliminados.


Juiz de Fora está em alto risco de infestação; o primeiro LirAA de 2024 teve resultado de 5,1. E a maioria dos focos do mosquito foi dentro das residências em banheiros/vasos sanitários em desuso, pneus, lixos, ralos, vasos/frascos com água, pratos, garrafas retornáveis; seguidos de obras, calhas e estruturas abandonadas ou em desuso.


Denúncias


As denúncias anônimas sobre focos do Aedes Aegypti em Juiz de Fora e região podem ser feitas pelo sistema JF contra a Dengue, que roda em todas as plataformas; pelo WhatsApp, pelo número (32) 98432-4608, ou pelo e-mail dengue@pjf.mg.gov.br.

5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page