top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

“O primeiro depois do Único”: Frei Carlos Charles conta a história de São Francisco de Assis

Por Roberta Oliveira

São Francisco de Assis Arte: Site Canção Nova

Nesta terça-feira, 4 de outubro, a Igreja Católica faz memória litúrgica de São Francisco de Assis. O jovem inquieto se tornou um santo extremamente popular, que se pautou pela pobreza e humildade, pela relação com a natureza e os animais, além de defensor da Igreja.


Além disso, em Juiz de Fora, São Francisco é celebrado na Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no Bairro Monte Castelo e nas capelas nos Bairros Caeté, Bela Aurora, Parque Guarani. Na Arquidiocese, há festa nas cidades de Belmiro Braga, Santos Dumont, Olaria, Santa Rita de Jacutinga. Confira a programação completa.


O caminho e o legado de São Francisco


Para entender o caminho traçado por São Francisco, o Jornal Boa Nova conversou com o Pároco da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, no Bairro Monte Castelo, Frei Carlos Roberto de Oliveira Charles, OFMConv. Ele



Frei Carlos Charles ressaltou que Francisco cresceu nesta família de posses e com um destino bem definido: comandar os negócios do pai ou se tornar soldado.




Seminário Seráfico Santo Antônio, em Santos Dumont (MG) Foto: Custódia Imaculada Conceição do Brasil

No entanto, as batalhas e a doença inspiraram a mudança de propósito na vida de Francisco, como conta Frei Carlos Charles.



As ações de Francisco inspiraram outras pessoas a colocar em prática um modo de vida pautado pelo Evangelho, como narra Frei Carlos Charles.



Francisco de Assis teve uma vida intensa, porém breve – viveu entre 44 ou 45 anos. No entanto, a prática de fé que iniciou deixou um legado vivo em homens e mulheres, religiosos ou leigos.



Em 16 de julho de 1228, Francisco foi canonizado pelo Papa Gregório IX. Ele foi elevado a padroeiro da Itália, em 1939 pelo Papa Pio XII. Frei Carlos Charles destacou algumas razões da espiritualidade e dos ensinamentos de São Francisco serem atuais mesmo quase 800 anos da passagem dele para a vida eterna.



São Francisco de Assis Imagem: Site Franciscanos.org.br

"São Francisco teve uma compreensão profunda de si mesmo, da vida e do homem"


“Ò Mestre, fazei que eu procure mais consolar que ser consolado; compreender que ser compreendido; amar, que ser amado”.


Este trecho da oração de São Francisco de Assis foi o tema do editorial com Padre Camilo de Paiva da edição desta terça-feira, 4, do Jornal Boa Nova .


São Francisco, farol para a Igreja



Nesta terça, 4 de outubro, a programação especial na Itália celebra o padroeiro. Entre as ações, há a recordação dos falecidos na pandemia, especialmente quem não conseguiu se despedir de familiares pelas restrições do vírus.


As informações no boletim da Rádio Vaticano/Vatican News


Em 2020, Papa Francisco rezou diante do túmulo de São Francisco onde fica a lâmpada votiva Foto: Vatican News








33 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page