top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Novo PAC: Juiz de Fora tem obras incluídas no projeto do governo federal

Por Rádio Catedral

Obras do Minha Casa Minha Vida Foto: Ministério do Desenvolvimento Regional/Divulgação


Juiz de Fora tem nove projetos previstos para receber investimentos do novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). De acordo com o Governo Federal, a previsão é de R$ 1,7 trilhão em investimentos públicos e privados.


Destes recursos, R$ 371 bilhões virão do Orçamento Geral da União. O setor privado entra com R$ 612 bilhões. As empresas estatais vão aportar R$ 343 bilhões, especialmente a Petrobras. Mais R$ 362 bilhões virão de financiamentos. A previsão é de aplicar R$ 1,4 trilhão até 2026 e o restante após essa data.


Obras em Juiz de Fora


De acordo com as informações do Governo Federal, Juiz de Fora será contemplada com ações dentro de cinco dos nove eixos do programa.


Não foram detalhadas informações sobre as obras, apenas informadas que haverá retomada, conclusão e novas obras ampliação do serviço de abastecimento de água e implantação em diversos distritos. Também estão previstos quatro empreendimentos do Minha Casa Minha Vida, dentre eles, retomada e conclusão de obras.


Também serão reiniciadas e concluías obras de contenção de encostas em áreas de risco. Na área de educação, foram citadas retomada e conclusão de obras de infraestrutura de creche, escolas, quadras e coberturas de quadras. E a retomada e conclusão das obras do Hospital Universitário da UFJF. E a aquisição de equipamentos para pesquisa agropecuária para a Embrapa Gado de Leite

Sobre o Hospital Universitário


A UFJF informou que, durante a reunião do Conselho Superior, o reitor Marcus David explicou que a inclusão da retomada das obras do Hospital Universitário (HU) foi resultado da articulação com lideranças locais de cada município e de um trabalho exaustivo realizado por toda a equipe da UFJF, bem como do HU e da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).


Ainda na reunião, o superintendente do HU, Dimas de Araújo apresentou informações complementares sobre a obra e o trabalho realizado para o andamento da conclusão do Hospital. Segundo ele, a proposta é que o HU contemple ensino, pesquisa e assistência em saúde para toda a região. Os detalhes da retomada das obras do HU devem ser divulgados em uma coletiva nesta terça-feira, 15.


O novo PAC


Os principais objetivos do novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) são gerar emprego e renda, reduzir desigualdades sociais e regionais e acelerar o crescimento econômico. O governo informou que as ações do programa estão comprometidas com a transição ecológica, a neoindustrialização, o crescimento com inclusão social e a sustentabilidade ambiental.

Os nove eixos de investimento do Novo PAC

Cidades Sustentáveis e Resilientes: receberá R$ 610 bilhões, prevê a construção de novas moradias do Minha Casa, Minha Vida e o financiamento para aquisição de imóveis. Também há previsão de investimentos na modernização da mobilidade urbana de forma sustentável, em urbanização de favelas, esgotamento sanitário, gestão de resíduos sólidos e contenção de encostas e combate a enchentes.


Transição e Segurança Energética: terá R$ 540 bilhões para obras de expansão da capacidade de energia elétrica e aumento da capacidade de produção de derivados e de combustíveis de baixo carbono. Segundo o governo, 80% do acréscimo da capacidade de energia elétrica virá de fontes renováveis.


Transporte Eficiente e Sustentável: investimentos em rodovias, ferrovias, portos, aeroportos e hidrovias somam R$ 349 bilhões. A meta é reduzir os custos da produção nacional para o mercado interno e elevar a competitividade do Brasil no exterior.


Defesa: R$ 53 bilhões para equipar o país com tecnologias de ponta e aumento da capacidade de defesa nacional.


Educação: R$ 45 bilhões com prioridade para construção de creches, escolas de tempo integral e a modernização e expansão de institutos e universidades federais.


Saúde: investimento total de R$ 31 bilhões, para construção de novas unidades básicas de saúde, policlínicas, maternidades e compra de mais ambulâncias para melhorar o acesso a tratamento especializado. Também prevê recursos para o complexo industrial de saúde, fortalecendo a oferta de vacinas e hemoderivados e também em telessaúde para aumentar a eficiência em todos os níveis de atendimento à população.


Água para Todos: R$ 30 bilhões para investimentos em recursos hídricos, na revitalização das bacias hidrográficas em ações integradas de preservação, conservação e recuperação. O objetivo é garantir água de qualidade e em quantidade para a população, chegando até as áreas mais remotas do país.


Inclusão digital e Conectividade: com R$ 28 bilhões para levar internet de alta velocidade a todas as escolas públicas e unidades de saúde. Além de expandir o 5G, o intuito é levar rede 4G a rodovias e regiões remotas.


Infraestrutura Social e Inclusiva: investimento de R$ 2,4 bilhões para o acesso da população a espaços de cultura, esporte e lazer, apostando no convívio social e na redução da violência.

37 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page