top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Nossa Senhora da Penha é celebrada em comunidade de Chiador (MG)

Por Rádio Catedral com informações da Arquidiocese de Juiz de Fora

Nossa Senhora da Penha Foto: Diocese de Itabira

A semana é de celebração e devoção na área rural de Chiador, na Zona da Mata. Até domingo (10), será realizada a Festa de Nossa Senhora da Penha na comunidade de mesmo nome, em Penha Longa, área rural de Chiador (MG).


Até sexta-feira (8) é realizada a preparação com meditação do Terço e Ofício de Nossa Senhora, às 18h. No sábado (9), haverá procissão luminosa saindo da casa da Dona Lourdes Ministra, às 18h, até a Rua Juvenal Ribeiro da Silva. Na chegada, será celebrada Eucaristia. Em seguida, show com atração musical na capela.

No último dia da festividade, no dia 10 de setembro, uma carreata com a imagem da padroeira sairá da Matriz, às 9h45, em direção à Igreja Nossa Senhora da Penha, onde haverá Santa Missa, às 10h. Depois acontecerá o almoço festivo, às 12h, vendido pelo valor de R$ 15. Na sequência ocorrerá show de prêmios.

História da devoção a Nossa Senhora da Penha

*Fonte: Basílica Santuário da Penha (RJ)

A devoção à Santíssima Virgem sob o título de Nossa Senhora da Penha de França começou no século XV na Europa. Conta o Pe. Colunga em seu livro “Nuestra Señora de Peña de Francia”, que o peregrino francês Simão Vela, em 19 de maio de 1434, descobriu em Penha de França monte situado na serra do mesmo nome, na província de Salamanca a imagem de Nossa Senhora, tão importante para a cristandade.

Há uma tradição popular que diz ter sido o peregrino Simão Vela, recolhido num convento franciscano na aldeia de Puy e que ouvia sempre, em seus êxtases, uma voz que lhe dizia: “Simão, vela e não durmas” o qual passou a ter o sobrenome com que se tornou conhecido: Simão Vela.

Simão partiu e depois de cinco anos, descobriu a imagem que fora deixada por soldados franceses ao se esconderem naquele monte quando combatiam contra os muçulmanos.

Conta-se que o primeiro milagre ocorreu no local onde foi encontrada a imagem, quando um grupo de fugitivos foi perseguido por bandoleiros. Depois de terem invocado Nossa Senhora da Penha, viram-se livres de seus inimigos. Esse fato tornou-se muito conhecido e espalhou-se rapidamente. Seu eco atravessou a fronteira chegando até Guimarães, cidade do Minho (Portugal), onde a imagem passou a ser venerada. O próprio rei de Portugal, Dom Sebastião tendo alcançado a cura de uma grave doença por intermédio de Nossa Senhora da Penha, mandou erguer uma igreja em seu louvor, na cidade de Lisboa, em sinal de gratidão e devoção à Mãe de Deus e nossa. Hoje é uma das grandes paróquias da capital portuguesa.

No Brasil, consta, em fontes diversas, que a primeira ermida em louvor a Nossa Senhora da Penha foi erguida em Vila Velha, antiga capitania do Espírito Santo, entre os anos de 1558 e 1570, por Frei Pedro Palácios, natural da Espanha, irmão leigo da Ordem dos Franciscanos, que era grande devoto de Nossa Senhora. Hoje o local é conhecido como Convento da Penha, dos franciscanos.


8 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page