• Radio Catedral

Nossa Senhora Auxiliadora é celebrada no domingo, 24 de maio

Por Fabíola Castro



A Igreja Católica celebra Nossa Senhora Auxiliadora neste domingo, dia 24 de maio. Em Juiz de Fora, a paróquia que homenageia esse título de Maria, localizada no Bairro Mundo Novo, realiza um tríduo.


As celebrações são transmitidas através das redes sociais da paróquia. Até 23 de maio, haverá oração do Terço, às 17h30, Adoração e Benção do Santíssimo Sacramento, às 18h30, e Celebração Eucarística às 19h.


No dia dedicado à padroeira (24), a programação contará com missas, às 9h e às 19h; cortejo com a imagem de Nossa Senhora às 10h, pelas ruas do Bairro Santa Cecília e às 14h, no Bairro Novo Mundo. Ao meio-dia, uma bênção solene será dada na escadaria da Igreja Matriz.


Todos os paroquianos são convidados a enviar suas intenções e a enfeitarem a frente de suas casas para o cortejo. As celebrações podem ser acompanhadas pelo Instagram e Facebook Paróquia Nossa Senhora Auxiliadora.


O pároco, Padre José Sávio Ricardo, fala sobre a celebração neste ano em um contexto diferente.


Nossa Senhora Auxiladora


Nossa Senhora recebeu o título de Nossa Senhora Auxiliadora no ano de 1571 pelo Papa Pio V, após a grande vitória dos cristãos sobre o exército otomano no estreito de Lepanto, que era a porta de entrada para a Europa.


Diante dos ataques e das dificuldades enfrentadas pela igreja por causa do crescimento do Protestantismo, o Papa Pio V conseguiu unir novamente a Europa em vista do ideal de vida e a fé do povo.


Todos os soldados católicos, sob as ordens de D. João da Áustria, confessaram-se, jejuaram e rezaram o Rosário durante três dias. Depois disso, começou a maior batalha naval de todos os tempos. Após 10 horas de um combate, os soldados cristãos começaram a temer a derrota.


De repente, porém, ficaram surpresos ao verem os otomanos, apavorados, batendo em retirada. Então, a batalha, que parecia perdida, se transformou em vitória.


Mais tarde, alguns otomanos presos confessaram que uma brilhante e majestosa Senhora tinha aparecido no céu fazendo ameaças e causando tanto pavor a eles, que começaram a fugir. Tudo está documentado nas atas de cada navio.


Um tempo depois, os soldados ficaram sabendo que, enquanto acontecia a batalha em Lepanto, os cristãos em Roma, liderados pelo Papa Pio V, não cessavam de rezar o Rosário de Nossa Senhora. Em todas as Igrejas fizeram procissões, jejuns e orações na intenção de proteger e abençoar os soldados cristãos.


A devoção a Nossa Senhora Auxiliadora se popularizou no ano de 1862. Nossa Senhora apareceu na cidade de Spoleto para uma criança de cinco anos. Nesse ano, Dom Bosco, tocado pela história das aparições, iniciou em Turim a construção de uma grande Basílica dedicada a Nossa Senhora Auxiliadora.


A partir desse momento, Dom Bosco se torna o maior devoto e divulgador de Nossa Senhora Auxiliadora. E funda a Congregação das Filhas de Nossa Senhora Auxiliadora em homenagem a ela.


Atualmente, muitos recorrem a ela nos momentos mais difíceis, nas batalhas da vida, nas guerras, na luta contra o mal e nos momentos de angústia.



Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • 347814db5ead8ece1540a586342c64b7_logo-ds

© Criado por Elias Arruda.  Todos os direitos reservados à Rádio Catedral - FM .