top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Imagens de câmeras da PJF serão disponibilizadas para Polícias Militar e Civil

Atualizado: 30 de dez. de 2022

Por Radio Catedral


Uma coletiva de imprensa reuniu nesta quinta-feira, 29 de dezembro, na sede da 4ª Região Integrada de Segurança Pública (4ª RISP), no bairro Nova Era, em Juiz de Fora, a Prefeitura, a Polícia Militar e a Polícia Civil de Minas Gerais. Na ocasião, a Prefeita Margarida Salomão anunciou a disponibilização das imagens das câmeras de monitoramento da Administração Municipal para as forças de segurança.


Assim, as Polícias Militar e Civil passam a acessar imagens coletadas pelas câmeras do Olho Vivo, do monitoramento do trânsito, dos radares e das novas câmeras da Defesa Civil, que estão sendo instaladas no município.


São mais de cem equipamentos por toda a cidade, que contribuirão para o reforço das ações de combate ao crime e promoção da segurança. A iniciativa intensifica a cooperação do poder público municipal com os órgãos de segurança estaduais.


A Prefeita destacou que a iniciativa visa a integração e apoio de inteligência aos órgãos de segurança do município.


O chefe do Estado-Maior da 4ª Região da Polícia Militar de Minas Gerais, Tenente Coronel Sávio Geraldo Corsino Pires, ressaltou que a disponibilização das imagens da cidade às polícias dará amplitude nas ações e contribuirá para a prevenção.


Para a chefe do 4º Departamento da Polícia Civil, Delegada Flávia Murta, a parceria é muito importante ajudando na produção de provas objetivas de crimes.


A secretária de Segurança Urbana e Cidadania, Letícia Paiva Delgado, reforçou que a segurança pública efetiva é feita com integração.


Números da criminalidade violenta em Juiz de Fora


Na coletiva, também foram apresentados dados da série histórica referente à criminalidade violenta em Juiz de Fora nos últimos dez anos. A análise demonstra o declínio dos números de furtos, roubos e homicídios a partir do ano de 2016 na cidade.


No ano de 2016, foram registrados 2.576 roubos, contra os 651 notificados até 27 de dezembro em 2022. Uma redução de 74,8% no total de ocorrências desta natureza. Os crimes violentos desceram da marca de 3.079 casos, em 2016, para 870 em 2022. Cerca de 71,7% a menos que o maior ponto atingido nos últimos anos. Já os homicídios sofreram queda de 49,2% no período, variando de 130, naquele ano, para 66 neste.


No entanto, a estatística aponta uma aparente variação ascendente registrada de 2021 para 2022. O que as autoridades alegam ter relação objetiva com o estado de pandemia ainda vivenciado no ano anterior, quando a interação social estava reduzida, diminuindo, consideravelmente, a incidência da criminalidade. Em relação aos anos anteriores, não há grandes oscilações que apontem o crescimento.


Segundo o Delegado Titular da Polícia Civil de Minas Gerais, Samuel Neri, os dados estatísticos em Juiz de Fora são favoráveis ao controle da criminalidade.


4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page