top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Foto falsa do Papa Francisco expõe necessidade de responsabilidade na criação e uso de tecnologia

Atualizado: 24 de jan.

Por Roberta Oliveira

Foto: Tara Winstead Pexels

O avanço da inteligência artificial (IA) cobra de todos uma postura de atenção, cuidado e responsabilidade.


No fim de semana, a imagem do Papa Francisco usando um casaco que seria de grife viralizou nas redes sociais. De acordo com o site G1, elas foram criadas através do Midjourney, uma inteligência artificial que gera artes a partir de uma descrição textual.


A partir deste caso, o Jornal Boa Nova trouxe uma reflexão sobre o uso da tecnologia, com as análises do Vigário para a Comunicação da Arquidiocese de Juiz de Fora e diretor da Rádio Catedral, padre Antônio Camilo de Paiva e do professor do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Estácio, Anderson Cruz.


Responsabilidade e atenção, lembra Padre Camilo


O episódio envolvendo a imagem falsa do Papa Francisco criada pela IA é uma demonstração de como a tecnologia, que pode ser útil quando bem usada, pode criar fake news e até problemas graves, como destacou o Vigário para a Comunicação da Arquidiocese de Juiz de Fora e diretor da Rádio Catedral, padre Antônio Camilo de Paiva.



A imagem do Papa Francisco com o casaco de grife se tornou até tema de reportagens, porque não houve a apuração sobre a verdadeira origem da foto. Por isso, Padre Camilo reforçou a necessidade das pessoas estarem atentas para separarem o joio do trigo nas redes sociais e na internet.




Foto: Reprodução Twitter

O ser humano é o maior perigo para a IA, reforça prof. Anderson Cruz


O que é inteligência artificial? O professor do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Estácio, Anderson Cruz, explicou que é uma expressão que abarca várias possibilidades tecnológicas que buscam estabelecer padrões do pensamento humano para ajudar na tomada de decisão.



A inteligência artificial está presente na nossa vida, com as atendentes virtuais em casa ou oferecidas pelas empresas e instituições; os programas que criam textos, por exemplo.

O professor Anderson Cruz comenta que é um passo que pode trazer a evolução, mas destaca que o ser humano é o responsável por criar e treinar a inteligência artificial para agir de forma produtiva para o bem.



Segundo o professor Anderson Cruz, o comportamento humano é a maior ameaça para a inteligência artificial.




Por isso, o professor do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas da Estácio, Anderson Cruz reforça: devemos tomar cuidado, ser criteriosos, com o comportamento humano que guia a inteligência artificial, porque o resultado – bom ou ruim – da ação da máquina depende das intenções de quem a usa.



Foto: This Is Engineering Pexels

Papa Francisco: "a tecnologia é de grande ajuda para a humanidade"


”Pensemos nos inúmeros avanços nos campos da medicina, engenharia e comunicações. E enquanto reconhecemos os benefícios da ciência e da tecnologia, vemos neles uma prova da criatividade do ser humano e da nobreza de sua vocação para participar responsavelmente da ação criativa de Deus”.


Estas foram as palavras de Papa Francisco ao receber em audiência na segunda-feira, 27 de março, os participantes dos Minerva Dialogues, promovidos pelo Dicastério para a Cultura e a Educação. Confira na reportagem da Rádio Vaticano/Vatican News.



107 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page