top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

“Ele venceu suas limitações para dar testemunho”, destaca vigário da Paróquia de São Pedro em JF

Por Roberta Oliveira

São Pedro Foto: Paróquia São Pedro Juiz de Fora/Facebook

Chegou o grande dia: a festa de São Pedro, nesta quarta-feira, 29 e junho. A comunidade dos bairros da Cidade Alta vivem o grande dia de celebração do Padroeiro, após a realização da novena e a festa social desde o dia 20.


O vigário paroquial da Paróquia São Pedro, Padre Ronny Moreira de Oliveira, comenta o que os devotos pode aprender com a vida e o exemplo do Apóstolo que Jesus considerou a pedra fundamental da Igreja.


Padre Ronny Moreira deixa uma mensagem a todos.


A festa deste ano tem com o tema “Bendito seja Deus que nos gerou de novo para uma viva esperança”, extraído da 1ª Carta de São Pedro.


Nesta quarta (29), a paróquia já realizou duas missas nesta manhã e encerra com Celebração Solene às 19h30. A Matriz fica na Avenida Senhor dos Passos, 1.592, no Bairro São Pedro.



História de São Pedro*

Estes santos são considerados “os cabeças dos apóstolos” por terem sido os principais líderes da Igreja Cristã Primitiva, tanto por sua fé e pregação, como pelo ardor e zelo missionários.


Pedro, que tinha como primeiro nome Simão, era natural de Betsaida, irmão do Apóstolo André. Pescador, foi chamado pelo próprio Jesus e, deixando tudo, seguiu ao Mestre, estando presente nos momentos mais importantes da vida do Senhor, que lhe deu o nome de Pedro.


Em princípio, fraco na fé, chegou a negar Jesus durante o processo que culminaria em Sua morte por crucifixão. O próprio Senhor o confirmou na fé após Sua ressurreição (da qual o apóstolo foi testemunha), tornando-o intrépido pregador do Evangelho através da descida do Espírito Santo de Deus, no Dia de Pentecostes, o que o tornou líder da primeira comunidade. Pregou no Dia de Pentecostes e selou seu apostolado com o próprio sangue, pois foi martirizado em uma das perseguições aos cristãos, sendo crucificado de cabeça para baixo a seu próprio pedido, por não se julgar digno de morrer como seu Senhor, Jesus Cristo. Escreveu duas Epístolas e, provavelmente, foi a fonte de informações para que São Marcos escrevesse seu Evangelho.


São Paulo também é celebrado neste dia 29 de junho*

Paulo, cujo nome antes da conversão era Saulo ou Saul, era natural de Tarso. Recebeu educação esmerada “aos pés de Gamaliel”, um dos grandes mestres da Lei na época. Tornou-se fariseu zeloso, a ponto de perseguir e aprisionar os cristãos, sendo responsável pela morte de muitos deles.


Converteu-se à fé cristã no caminho de Damasco, quando o próprio Senhor Ressuscitado lhe apareceu e o chamou para o apostolado. Recebeu o batismo do Espírito Santo e preparou-se para o ministério.


Tornou-se um grande missionário e doutrinador, fundando muitas comunidades. De perseguidor passou a perseguido, sofreu muito pela fé e foi coroado com o martírio, sofrendo morte por decapitação. Escreveu treze Epístolas e ficou conhecido como o “Apóstolo dos gentios”.


Comunidade em Santos Dumont (MG) tem São Paulo como Padroeiro

A Comunidade São Paulo, no bairro Vila Esperança, pertence à Paróquia São Sebastião e celebra também nesta quarta (29), a sua festa. Haverá às 18h, a Oração do Terço, e às 19h, a Santa Missa.


O endereço é Travessa dos Ferroviários, 65, bairro Vila Esperança (próximo da Escola Joana Cunha).



* Fonte: Site da Canção Nova

9 visualizações0 comentário
bottom of page