top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Domingo após o Natal: Festa da Sagrada Família de Nazaré

Na Arquidiocese de Juiz de Fora há uma paróquia dedicada à Sagrada Família em

São João Nepomuceno (MG).


Por Fabíola Castro


Quando Deus quis, no seu amor, enviar seu Filho para morar entre nós, Ele escolheu uma família para receber o Verbo Divino. A família de Nazaré tornou-se assim o modelo para as famílias cristãs do mundo. Essa família é o modelo de todos os tempos.

 

As origens da festa litúrgica remontam ao século XVII. Em 1895, Leão XIII fixou a celebração no terceiro domingo depois da Epifania; Bento XV, em 1921, colocou-a na oitava da Epifania; e, atualmente, a reforma litúrgica de 1968 fixou-a no domingo depois do Natal, neste ano em 31 de dezembro. A data dessa festa é móvel, sendo lembrada no domingo da Oitava de Natal.

 

Com o acontecimento que se realiza em Nazaré que podemos amar a Deus e amar o próximo com um único gesto indivisível.

 

Foi em Nazaré que começou a história de todas as famílias cristãs, para as quais tudo (os afetos, os acontecimentos, a matéria da vida) pode ser vivido como sacramento: verdadeiro sinal e antecipação de um amor infinito.

 

Certamente, a passagem da “sagrada família” à família humana é muito delicada e complexa. O primeiro serve de exemplo para toda família que deseja inspirar-se no desígnio autêntico de Deus. Um exemplo que se adapta a cada personagem: a Cristo, autor da Vida e do Amor; a Maria, a primeira discípula; e a José, o primeiro seguidor de Maria. A família, em si mesma, constitui o núcleo vital da sociedade e da comunidade eclesial.

 

O pensamento do Concílio Vaticano II diz que: “a família é o lugar onde as diversas gerações se encontram e se ajudam mutuamente para alcançar uma sabedoria humana mais completa e harmonizar as direitos da pessoa com as demais necessidades da vida social…” (GS 52). Para alcançar esta nobre meta espiritual de natureza cristocêntrica, o Concílio continua: Esta é uma parte do mistério da Sagrada Família.

 

O Padre José de Anchieta Moura Lima fala sobre o significado da Festa da Sagrada Família.



A Sagrada Família deve ser modelo para todas as famílias cristãs no cuidado consigo mesmas, mas também com aquelas que necessitam.



Na Arquidiocese de Juiz de Fora, há uma paróquia dedicada à Sagrada Família, localizada no município de São João Nepomuceno (MG). Neste sábado (30), a festa será às 18h, com procissão seguida de Missa na Igreja Nossa Senhora Rosa Mística (Matriz paroquial). Após a celebração, haverá lanche partilhado e confraternização dos agentes de pastorais e movimentos.

 

No domingo (31), os horários das missas serão os habituais, com destaque para a Eucaristia das 19h30, também na Igreja Nossa Senhora Rosa Mística, que será em ação de graças pelo encerramento do ano. A igreja fica na Rua José Carlos Furlan, 45 – Bairro Shangrilá.


Confira a programação completa:

Dia 30 de dezembro – Sábado

18h – Procissão na praça e Missa na Igreja Nossa Senhora Rosa Mística

*Após a celebração, haverá lanche partilhado e confraternização de agentes de pastorais e movimentos.


Dia 31 de dezembro – Domingo – Festa da Sagrada Família

7h30 – Missa na Igreja São Camilo de Lélis

9h – Missa na Igreja Nossa Senhora das Graças

11h – Missa na Igreja Santo Antônio (Núcleos)

18h – Missa na Igreja Nossa Senhora Aparecida

19h30 – Missa em ação de graças pelo encerramento do ano na Igreja Nossa Senhora Rosa Mística

9 visualizações0 comentário

Opmerkingen


bottom of page