• Radio Catedral

Doar sangue: com um gesto salvar uma vida inteira

Por Fabíola Castro



Doar sangue é um ato de amor! É doar um pouquinho de si, de algo que para quem está saudável não fará falta! É proporcionar um pouco mais de qualidade de vida para quem necessita desse item tão precioso e necessário ao nosso organismo.


Assim como outras campanhas temáticas durante os meses do ano, junho foi identificado com a cor vermelha para lembrar da importância da doação de sangue. Esse mês, por ser mais frio, é considerado o período de maior escassez nos estoques de sangue por registrar uma diminuição no número de doadores em todo o Brasil. Sendo assim, é um dos motivos da campanha ser realizada nesse período. Além disso, ainda vivemos a pandemia da Covid-19. Na segunda-feira, 14 de junho, foi celebrado o Dia Mundial do Doador de Sangue.


A Drª Andrea Nicolato, que é Hematologista e Hemoterapeuta da Fundação Hemominas de Juiz de Fora fala, em entrevista, sobre o gesto sempre importante de doar sangue. Confira:


Quem precisa do sangue depende da generosidade de outras pessoas, isso porque não existe nenhum medicamento que substitua a doação ou uma forma de se fabricar o sangue humano, nesse contexto é fundamental que a população se conscientize sobre a necessidade de ajudar doando o sangue?


Muitas pessoas podem saber da importância de doar sangue, mas de repente têm medo, pode ser por desconhecimento da forma como é feita a doação, mas o procedimento é totalmente seguro?


Como é feita a doação de sangue e quem pode doar?


A doação de sangue de uma única pessoa pode ajudar várias outras que necessitam. Como se dá esse processo da doação até o receptor?


Quais são as situações que impedem as pessoas de doar sangue?


Os meses mais frios costumam apresentar baixas na doação de sangue e nesse período de pandemia também as doações diminuíram?


O “Junho Vermelho” tem como objetivo incentivar o espírito de solidariedade quanto à doação de sangue, conscientizando a população de que é um ato de amor ao próximo, uma atitude que salva vidas?


A Fundação Hemominas de Juiz de Fora atende a quantos hospitais e atende a cidades da região também?

A campanha junho vermelho busca o envolvimento de todos, visando não só a aumentar o número de doações nesse mês, mas intensificar a cultura da doação de sangue durante todo o ano.


Apesar da pandemia do novo coronavírus, os hemocentros, onde as coletas de sangue são realizadas, mantêm as medidas de segurança e seguem os critérios de prevenção à contaminação. Uma das orientações é o agendamento das doações para evitar qualquer aglomeração. A necessidade de transfusão de sangue não diminuiu com a Covid-19. Os pacientes continuam com a mesma necessidade para sobreviver.


A Hemominas em Juiz de Fora funciona de segunda a sábado, no horário de 7h às 12h. O doador deve agendar sua doação pelo site da fundação, pelo aplicativo MGapp ou ainda pelo telefone (32) 3257-3100. O Hemocentro fica na Rua Barão de Cataguases, S/N, no centro de Juiz de Fora.



0 comentário

Posts recentes

Ver tudo