top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Dia D de distribuição do Cordão de Girassol será neste sábado (13), no Diga do Pam Marechal, em Juiz de Fora


O Cordão de Girassol visa a identificação de pessoas que possuam doenças, deficiências e/ou transtornos considerados ocultos. Confira, abaixo, quais são.


Por Rádio Catedral


 

A Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) divulgou que realiza neste sábado, 13, de 9h às 16h, o Dia D de distribuição do Cordão de Girassol. O instrumento que visa a identificação de pessoas que possuam doenças, deficiências e/ou transtornos considerados ocultos, com o objetivo de prestar atendimento preferencial nos estabelecimentos públicos e privados do município, será entregue no Departamento de Informação Geral e Atendimento (Diga) do PAM Marechal, no Centro da cidade.

 

Neste dia, o cordão poderá ser solicitado somente por aqueles que possuam doença, deficiência e/ou transtorno oculto, ou por um representante legal, mediante apresentação de laudo médico que comprove a existência da doença e/ou transtorno, bem como comprovante de residência atualizado, dos últimos três meses, de Juiz de Fora, foto 3x4 recente e documento de identificação.

 

São consideradas doenças, deficiências e/ou transtornos ocultos previstos na lei municipal:

 

1) Autismo;

2) Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH);

3) Síndrome de Tourette;

4) Doença de Chron;

5) Visão Monocular;

6) Visão Subnormal;

7) Pacientes ostomizados;

8) Transtornos psiquiátricos, tais como: Ansiedade, Síndrome do Pânico e psicoses;

9) Deficiência Intelectual;

10) Fibrose Cística;

11) Retocolite Ulcerativa;

12) Surdez;

13) Fibromialgia;

14) Neuralgia do Trigêmeo;

15) Pessoas com dispositivos elétricos no corpo, como marca-passo cardíaco, e com dispositivos eletrônicos implantados para tratamento de dor de coluna crônica.

 

A Portaria Nº 359 da Secretaria de Saúde que estabelece as normas para concessão do Cordão de Girassol no Município de Juiz de Fora foi publicada em 10 de janeiro no Atos do Governo.


A Secretaria de Saúde reforçou que o objetivo do cordão é única e exclusivamente a identificação de pessoas que possuam doenças, deficiências e/ou transtornos considerados ocultos, com a finalidade de promover atendimento preferencial em estabelecimentos públicos e privados do município.


O Cordão de Girassol não substitui qualquer documento de identificação, ressaltou ainda a pasta municipal da saúde.


A Supervisora de apoio às redes assistenciais do Departamento de Desenvolvimento e Atenção à Saúde, da Secretaria de Saúde, Lara Nunes da Silva Magalhães reforça as orientações sobre o Cordão de Girassol e sobre como as pessoas devem proceder para obtê-lo.



27 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page