top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Após "rolezinhos", motociclista é morto, outros são presos e motos apreendidas em cidades da Zona da Mata

Por Rádio Catedral

Foto:PMMG


Na virada de domingo (24) para segunda (25), a 4ª Região da Polícia Militar informou que ocorreram em algumas cidades da Zona da Mata a prática de direção perigosa, envolvendo concentração de motociclistas, conhecida como “rolezinho”.

Segundo a PM, houve prisões, autuações e apreensões em operações. O caso mais grave foi em Matias Barbosa, onde um motociclista morreu após ser baleado por um bombeiro militar da reserva.


Morte em Matias Barbosa


Em Matias Barbosa, de acordo com as informações iniciais, um grupo de motociclistas estava realizando manobras em uma rua da cidade, quando o bombeiro militar teria realizado um disparo de arma de fogo.


Às autoridades, o militar relatou que usa medicamento controlado e que acordou com o barulho das motos, que ainda incomodou a mãe dele, que também é doente.


Ele relatou que saiu armado e fez um disparo de advertência, para tentar dispersar o grupo. Ainda de acordo com o preso, o segundo disparo foi em direção a um muro. O tiro acertou um dos motociclistas, que morreu no local.


A PM foi chamada e, após apuração e indicação de testemunhas, identificou o bombeiro militar, que foi preso e encaminhado à Delegacia de Plantão de Juiz de Fora.


Em nota, o Corpo de Bombeiros informou que a corporação adotou as medidas cabíveis para tratar o ocorrido, abrindo inquérito para apurar o caso e que estava acompanhando o registro da ocorrência. Ao final do registro, o bombeiro militar seria encaminhado para um quartel onde permaneceria preso à disposição da Justiça.


Ainda em nota, o Corpo de Bombeiros afirmou: “Reforçamos nosso compromisso com a ética, a transparência e a conduta exemplar, e reiteramos que não coadunamos com atos incompatíveis com os valores institucionais”.


Prisões e apreensões em Juiz de Fora


Em Juiz de Fora, a PM conseguiu impedir a concentração em alguns locais, exemplo no bairro Aeroporto próximo ao Estádio Municipal. Em outros locais, a PM agiu assim que foi acionada.


O resultado foi 10 presos, sendo quatro por direção perigosa e seis por adulterar sinal de identificação de veículo, que é um crime inafiançável; 25 veículos removidos, 90 autos de infração de trânsito lavrados.


Todas as imagens detectadas pelo sistema de vídeo monitoramento serão repassadas à Polícia Civil para identificação de motocicletas e condutores.


Apreensões em Muriaé e em Viçosa


Em Muriaé, foram três presos liberados após assinar Termo Circunstanciado de ocorrência (TCO), um deles por permitir direção a inabilitado, dois por embriaguez.


Houve apreensão de drogas; 14 inabilitados; dois com habilitações vencidas; três com documentos atrasados; cinco por falta de equipamento obrigatório, um por utilizar calçado inadequado; 23 autos lavrados de infração de trânsito (AITs), 14 motocicletas removidas, 1 veículo quatro rodas removido.


Em Viçosa, foram 10 motocicletas apreendidas e lavrados 34 autos de infração de trânsito, a operação impediu o rolezinho no município.

8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page