• Radio Catedral

A beleza do Natal ressoa na partilha de pequenos gestos de amor concreto

Por Fabíola Castro



O Natal é a festa da ternura, da luz que veio iluminar o mundo.

"Também neste ano as suas luzes serão submersas pelas consequências da pandemia, que ainda pesa sobre o nosso tempo. Somos chamados a questionar-nos e a não perder a esperança. A festa do nascimento de Cristo não destoa da provação que estamos vivendo, porque é por excelência a festa da compaixão, a festa da ternura. A sua beleza é humilde e cheia de calor humano", conforme o Santo Padre, Papa Francisco.


Segundo o Papa, "a beleza do Natal ressoa na partilha de pequenos gestos de amor concreto. Não é alienante, não é superficial, evasiva, pelo contrário, amplia o coração, o abre para a gratuidade, ao dom de si, e pode também gerar dinâmicas culturais, sociais e educacionais".


Em certa ocasião, neste ano de 2021, Francisco recordou as palavras de São Paulo VI: "«Este mundo em que vivemos precisa da beleza para não cair no desespero». Que beleza? Não falsa beleza, feita de aparências e riqueza terrena, que é vazia e gera vazio. Mas a beleza de um Deus que se fez carne, a beleza dos rostos, de histórias; a beleza das criaturas que compõem nossa Casa comum e que - como nos ensina São Francisco - participam dos louvores ao Altíssimo".


Nesta semana do Natal, o Papa Francisco, em um vídeo enviou seus votos a todos os fiéis, desejando um Natal sem vaidade, sem soberba, mas humilde, com Jesus no horizonte.

"Irmãos e irmãs, desejo a vocês um bom Natal, um bom e Santo Natal. E gostaria que - sim, haverá as felicitações, as reuniões de família, isso é belíssimo sempre - mas que haja também a consciência de que Deus vem para mim. Cada um diga isto: Deus vem para mim. A consciência de que para buscar Deus, encontrar Deus e aceitar Deus é preciso de humildade: olhar com humildade a graça de romper o espelho da vaidade, da soberba, de olhar a nós mesmos. Olhar Jesus, olhar o horizonte, olhar Deus que vem até nós e que toca o coração com aquela inquietação que nos leva à esperança. Bom e Santo Natal!", finalizou o Papa Francisco.


O nascimento do Menino Jesus, o Cristo Filho de Deus, transformou a história da humanidade. Celebramos a eterna solidariedade do Pai das Misericórdias que, no seu plano de amor, quis o nascimento de Jesus, que é a Luz do mundo. O Natal é um dia de confiança e de esperança, pois Deus veio habitar no meio de nós, e assim encher-nos da certeza de que é possível um mundo novo.


Deus nos mandou seu filho para nos salvar


O Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, fala sobre essa importante data, o Natal, segunda festa mais importante para os cristãos católicos, depois da Páscoa.

Tudo neste dia só tem sentido se apontar para o Menino Deus. O importante, o essencial, é que Cristo realmente nasça em nossos corações de uma maneira nova, renovadora, e que, a partir daí, possamos sempre caminhar na sua luz solidária deste Deus Único e Verdadeiro, que nos quer também solidários uns com os outros.


“O povo que andava nas trevas viu uma grande luz” (Isaías 9,1). Esse fato narrado pela Palavra de Deus aconteceu há mais de dois mil anos, no entanto, atualiza-se todos os dias. É Ele o motivo que nos faz celebrar o Natal, pois uma Luz brilhou em meio às trevas! Celebrar o Natal é nos deixar envolver pela ternura do amor de Deus, expresso no nascimento de Cristo, Seu Filho.


O povo que andava nas trevas viu uma grande Luz: a mensagem do Natal


O Padre Vanderlei Santos Sousa, CSsR, explica a mensagem que o Natal vem trazer sempre para a humanidade.


Para celebrar bem o Natal, Padre Vanderlei, destaca que a comunhão, a solidariedade, a simplicidade, o amor devem ser sentimentos e ações que façam parte da nossa vida.


A pandemia veio trazer enormes mudanças na vida de todos, de aprendizado sobre o cuidado com o outro, principalmente com aqueles mais vulneráveis. E o Natal reforça esse ensinamento, como comenta Padre Vanderlei.


Chegou o Natal. "E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós" (Jo1,14). O Padre José Domício Ferreira da Silva comenta:


Confira aqui as celebrações de Natal na Arquidiocese de Juiz de Fora.

0 comentário