top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Centenário diocesano: uma festa para todos

Por Fabíola Castro


A Diocese de Juiz de Fora celebra no dia 1° de fevereiro seus 100 anos de criação e esta Igreja Particular vem se preparando já nos últimos três anos (2021/2022/2023), cada um deles com uma temática e devoção diferente para culminar em 2024, ano festivo com uma programação que irá reunir todos aqueles que fazem parte dessa história, começando nas paróquias, movimentos, ações sociais e culminando na Igreja Mãe, a Catedral Metropolitana. Todos estarão inseridos em diversas celebrações.

 

O Arcebispo de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, relembra esse caminho celebrativo.



O Assessor Eclesiástico da Pastoral da Comunicação Arquidiocesana e integrante da comissão de preparação para a festa, Padre Rafael Coelho do Nascimento, diz que o Tríduo festivo vai fazer com que as 91 paróquias da Arquidiocese vivam um itinerário de espiritualidade.



O primeiro dia, segundo Padre Rafael, será da experiência da partilha, da comunhão.



Para o segundo dia do tríduo, a misericórdia será o centro, como explica Padre Rafael.



Nossa Senhora, Maria, Mãe da Igreja, também terá um dia celebrativo com momentos devocionais.



Padre Rafael destaca ainda alegria do terceiro dia do tríduo em que a Arquidiocese de Juiz de Fora ganhará dois novos padres e no qual todos os fiéis irão receber a bênção de São Brás, protetor das gargantas.



O Arcebispo Dom Gil Antônio Moreira reforça a inserção daqueles mais necessitados e tantas vezes esquecidos, que são os mais pobres, nas comemorações do centenário diocesano.



O grande dia festivo será em 4 de fevereiro, domingo, a partir das 14h, na Catedral Metropolitana com um evangelizashow com Padre Pierre, seguido da Santa Missa Solene às 16h.


Seguindo este itinerário, cada paróquia deve preparar uma programação conforme a sua realidade:



Cobertura do Centenário Diocesano. Confira:


22 visualizações0 comentário
bottom of page