top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Vacina anual é importante proteção contra a gripe

Por Fabíola Castro


Tendo em vista a chegada do período mais frio do ano e aumento da circulação de vírus respiratórios, além do possível aumento dos casos de doenças respiratórias a campanha de vacinação contra a gripe foi adiantada e já começou em Minas Gerais. Além disso, há outras doenças como a Covid-19 em que a imunização é oferecida nas Unidades Básicas de Saúde. É importante que a população, principalmente os públicos prioritários e mais suscetíveis busquem a vacinação para sua proteção.

 

O coordenador de Programas de Vigilância de Doenças Transmissíveis Agudas da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES/MG), Gilmar José Coelho Rodrigues, explica sobre a gripe e fala da importância da imunização.

 

Confira:


O que é o vírus Influenza e como ele é transmitido?

 


 

Com a queda das temperaturas e aproximação do inverno, a incidência de doenças respiratórias aumenta, que é o caso da gripe, por isso a importância da vacinação?



 

Quais sintomas as pessoas devem ficar atentas quanto à infecção pelo vírus da gripe?



 

Em caso de infecção pelo vírus Influenza como é o tratamento?



 

Com o vírus ainda circulando e infectando as pessoas, a Covid também tem sintomas que podem ser confundidos com o da gripe, sendo assim é importante sempre os cuidados e buscar atendimento, se for o caso?



 

Nesse momento já teve início a campanha de vacinação contra a gripe para os grupos prioritários e mais vulneráveis ao vírus Influenza, e é importante sempre lembrar que a vacina contra a Covid-19 também está disponível para que todos possam completar os seus esquemas vacinais e se protegerem?



Muito importante estar sempre protegido e as vacinas são uma forma de proteção eficiente e segura e que ajuda no combate e controle de doenças, como é o caso da gripe e da Covid-19.

 

Quanto à campanha já em andamento de vacinação contra a gripe o público-alvo são as crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias); as pessoas com 60 anos ou mais; as gestantes e puérperas (até 45 dias pós-parto); os trabalhadores de Saúde de 18 anos ou mais; os professores; pessoas em situação de rua; profissionais das forças de segurança e salvamento; profissionais das Forças Armadas; pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independentemente da idade; pessoas com deficiência permanente; caminhoneiros; trabalhadores de transporte coletivo rodoviário para passageiros urbanos e de longo curso; população privada de liberdade e funcionários do sistema de privação de liberdade, e adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas.


As vacinas são aplicadas nas Unidades Básicas de Saúde dos municípios e em Juiz de Fora, além das UBS’s também no Serviço Saúde do Idoso (Sasi) - Rua Batista de Oliveira, n° 943 - Centro - exclusivo para os maiores de 60 anos. E no Departamento de Saúde da Mulher, Gestante, Criança e Adolescente - Rua São Sebastião, 772/776, Centro - exclusivo para crianças de seis meses a menores de seis anos, para as grávidas e puérperas.



*Confira também:

10 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page