• Radio Catedral

Técnica em enfermagem do HU é a primeira pessoa vacinada contra a covid-19 em Juiz de Fora

Por Fabíola Casto


Foto: PJF

Juiz de Fora iniciou na manhã desta quarta-feira (20), a campanha de vacinação contra a Covid-19. No auditório do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora (HU-UFJF), no Bairro Santa Catarina, foram vacinadas as primeiras profissionais da saúde.


A técnica em enfermagem, Denise Maria Rocha de Freitas, de 43 anos, com 12 anos de profissão, servidora do HU desde 2017, foi a primeira pessoa a receber o imunizante. Ela trabalha diretamente nos leitos de Covid-19 da unidade.


Em seguida, também receberam a primeira dose da vacina a enfermeira Georgia Andreia de Carvalho, 49 anos, que trabalha há 14 anos na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Linhares. Ela chegou a atender, juntamente com sua equipe, em dezembro de 2020, 250 pacientes com sintomas mais graves de Covid-19. Amanda Assunção Sudário, de 34 anos, enfermeira que trabalha na equipe de coleta para testes Covid na Atenção Primária, cuja equipe realiza mais de 300 testes por semana. E, Eva Sueli Faustino Maria, de 53 anos, técnica em enfermagem com 30 anos de experiência, atuando há 8 anos nas salas de vacinação do PAM-Marechal.


A solenidade que deu início aos trabalhos de imunização contou com a presença do Secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral; da Prefeita Margarida Salomão; da Secretária Municipal de Saúde, Ana Pimentel; do Presidente da Câmara Municipal, Juraci Scheffer; do Reitor da UFJF, Marcus David; e do Superintendente Regional de Saúde, Gilson Lopes Soares.


A Secretária Municipal de Saúde, Ana Pimentel, iniciou ressaltando que o momento é um marco histórico para a cidade e destacou a escolha das mulheres, profissionais de saúde, para receberem as primeiras doses.

A Prefeita Margarida Salomão, lembrou o quanto Juiz de Fora foi prejudicada pela pandemia em diversos setores e a esperança que a vacina vem trazer.

Margarida destacou a importância da cooperação entre os poderes.

O Secretário Estadual de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, disse que provavelmente o Estado terá uma nova versão do programa “Minas Consciente” - que determina ações aos municípios participantes no enfrentamento da pandemia - diante do início da vacinação.

O Superintendente do Hospital Universitário, Professor e Doutor Dimas Augusto Carvalho de Araújo, agradeceu a oportunidade de sediar o início da vacinação contra a Covid-19 em Juiz de Fora.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Juiz de Fora, Vereador Juraci Scheffer, ainda há um caminho longo a trilhar com a meta de que toda população seja vacinada.

O Reitor da UFJF, Marcus Vinicius David, destacou instituições públicas do país que foram fundamentais nesse momento de enfrentamento da pandemia.

Ao final de sua fala durante a solenidade do início da vacinação contra a Covid-19, a Prefeita de Juiz de Fora, Margarida Salomão, deixou um recado aos juiz-foranos.

Além das quatro profissionais da saúde selecionadas para serem as primeiras imunizadas, a enfermeira Marcilene Chaves Costa, que atua como Superintendente de Imunização da Subsecretaria de Vigilância em Saúde foi a escolhida para ser a responsável por aplicar as primeiras doses da vacina.


Na tarde desta quarta-feira (20), 50 profissionais que atuarão na equipe de imunização da Prefeitura iriam receber a vacina para iniciarem, na quinta (21), o processo de vacinação nos hospitais.


Juiz de Fora recebeu do Governo do Estado 33.800 doses da vacina. Na primeira etapa de vacinação no Plano Municipal, os grupos prioritários são as equipes que estiverem envolvidas na vacinação e no combate à Covid-19, demais profissionais do setor da saúde, idosos residentes em instituições de longa permanência e pessoas com deficiência a partir de 18 anos que estão em residências inclusivas.


Primeira vacinada


A técnica em enfermagem, Denise Maria Rocha de Freitas disse que trabalhar no enfrentamento da pandemia é uma mistura de sentimentos, medo e satisfação. Medo por seus familiares com comorbidades, mas, por outro lado, alegria, por poder ajudar a salvar vidas.

No trabalho enfrentamento à Covid-19, Denise teve que ficar três meses longe do filho e do marido, os quais ficaram na casa de sua sogra para evitar a contaminação. Após ser vacinada, a técnica de enfermagem disse estar muito feliz e sentia-se privilegiada por ter sido a primeira pessoa a receber a vacina na cidade.

0 comentário

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • 347814db5ead8ece1540a586342c64b7_logo-ds

© Criado por Elias Arruda.  Todos os direitos reservados à Rádio Catedral - FM .