• Radio Catedral

Setembro: Igreja no Brasil celebra o Mês da Bíblia


*Foto: Site CNBB

No dia 30 de setembro a Igreja celebra a memória de São Jerônimo, que viveu entre os anos 340 e 420, e foi um grande biblista que a pedido do Papa Dâmaso preparou a tradução da Bíblia em latim, a partir do hebraico e do grego, a chamada Vulgata, que significa “popular”.


Desde o Concílio Vaticano II, convocado em dezembro de 1961 pelo Papa João XXIII, as Sagradas Escrituras ocuparam espaço privilegiado na família, nos círculos bíblicos, na catequese, nos grupos de reflexão e nas comunidades eclesiais. No Brasil, o mês de setembro se tornou referência para o estudo e a contemplação da Palavra de Deus em 1971.


A iniciativa se deu por ocasião do cinquentenário da Arquidiocese de Belo Horizonte (MG) e foi levada adiante com a colaboração do Serviço de Animação Bíblica da Congregação das Paulinas (SAB). Posteriormente, a data foi assumida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e estendeu-se ao âmbito nacional.


2019 é o 48º ano em que a Igreja no Brasil comemora o Mês da Bíblia, e assim, em sintonia com a Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB, dá continuidade ao ciclo do tema “Para que n’Ele nossos povos tenham vida”, propondo o estudo da Primeira Carta de João com destaque para o lema “Nós amamos porque Deus primeiro nos amou” (1Jo 4,19).


O Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, ressalta que "A Bíblia existe para ser vivida, não só para ser lida." Confira no vídeo:



Texto-base


Dom José Antonio Peruzzo, presidente da Comissão, ressalta que o texto-base não se trata de um livro para especialistas, tampouco para quem desconhece a Primeira Carta de João. “Certamente servirá de aprofundamento para agentes de pastoral, para animadores de comunidades, para catequistas (…)”, afirmou o bispo.


Ele garante também que a boa didática e a sensibilidade pedagógica presentes nas páginas escritas pelo autor, o professor Cláudio Malzoni, de Recife, ensejarão grande apreço por este escrito do Novo Testamento.  “Que o estudo da Primeira Carta de João mova-nos e comova-nos a diálogos fraternos e a convivências pacificadoras, amando-nos uns aos outros”, exorta o bispo.


Logo nas primeiras páginas do texto-base, lançado pela Editora CNBB, são dadas algumas orientações básicas sobre a Primeira Carta de João, importantes para situá-la em seu contexto histórico, literário e teológico. À medida que o leitor avança poderá encontrar informações básicas referentes ao gênero literário, ao autor e aos interlocutores, aos temas teológicos principais, à época e ao lugar de composição da Carta. Nos capítulos seguintes, o autor busca fazer uma exposição passo a passo.


O subsídio já está à venda e pode ser adquirido no site da Edições CNBB.


“Desafio Mês da Bíblia”


Os seminaristas do Seminário Arquidiocesano Santo Antônio produziram um “Desafio Mês da Bíblia”, com um material que auxilia na leitura das cartas de João neste mês de setembro, como uma oportunidade para redescobrir o amor de Deus.


Confira o vídeo com a introdução às Cartas de João apresentada pelo seminarista João Carlos Ventura de Oliveira.



Clique aqui e baixe o material para auxiliar na leitura nas Cartas de João.

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© Criado por Elias Arruda.  Todos os direitos reservados à Rádio Catedral - FM .