top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Serviço de Família Acolhedora será debatido em encontro em Juiz de Fora

Por Rádio Catedral*

Foto: Luiz Silveira/Agência CNJ.

A Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), por meio da Secretaria de Assistência Social (SAS), em parceria com o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) e o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), promove no próximo dia 21 o 1º Encontro do Serviço de Família Acolhedora de Juiz de Fora. A reunião será no teatro da UniAcademia, localizado na Rua Halfeld, 1179, Centro.

O público-alvo são os profissionais que atuam no Serviço de Acolhimento de Juiz de Fora e região, famílias acolhedoras habilitadas e famílias interessadas, Conselheiros Tutelares, profissionais da rede de atendimento socioassistencial, profissionais ligados ao Sistema de Garantia de Direitos e interessados em geral no tema. As inscrições podem ser feitas aqui. Será emitido certificado de participação. O encontro também será transmitido pelo YouTube.

Serão discutidas no Seminário temáticas referentes ao serviço de Família Acolhedora que tem o objetivo de facilitar o acolhimento familiar de crianças e adolescentes, de zero a 18 anos, afastados do convívio familiar por determinação do Poder Judiciário, por meio de medida protetiva. Isso pode ocorrer devido ao abandono ou da impossibilidade temporária das famílias ou responsáveis de cumprir as funções de cuidadores, até que seja possível o retorno ao convívio com a família de origem ou, quando não possível, o encaminhamento para adoção.


O 1º Encontro do Serviço de Família Acolhedora de Juiz de Fora tem o apoio da Paulus editora, da Associação Brasileira dos Magistrados da Infância e da Juventude (Abraminj), Fórum Nacional da Justiça Preventiva (Fonajup) e UniAcademia.


Este serviço socioassistencial em Juiz de Fora - de Família Acolhedora - foi regulamentado ampliando assim a verba destinada para as famílias do programa de R$240 para R$1212. Atualmente, há 15 famílias acolhedoras no município, de acordo com a PJF.


Confira também:


Confira a programação completa do encontro:

9h – Credenciamento

10h – Plano Municipal da Primeira Infância com o coordenador intersetorial da Prefeitura de Juiz de Fora pela Primeira Infância, Ivan Chebli

11h – Serviço de acolhimento em Família Acolhedora com o juiz da Vara da Infância e da Juventude da Comarca de Juiz de Fora, Dr. Ricardo Rodrigues de Lima

11h30 – Desafios e importância da implementação da Família Acolhedora na Primeira Infância com a promotora de justiça, Dra. Samyra Ribeiro Namen

12h – Intervalo para almoço

14h - Medida protetiva de acolhimento familiar com a assistente social, Dra. Jane Valente. Moderação com o juiz da Vara da Infância e da Juventude de Uberlândia, Dr. José Roberto Poiani

15h30 - Dúvidas e debate

16h20 - Relato de experiências com técnicos do Serviço de Família Acolhedora, da Vara da Infância e Juventude e das famílias acolhedoras

18h - Encerramento

Sobre o Serviço de Família Acolhedora

Para as famílias se habilitarem é essencial que não estejam inscritas no sistema nacional de adoção, não estejam respondendo a processo judicial criminal, não façam uso de substâncias psicoativas, não apresentem problemas psiquiátricos. Um dos integrantes precisa ter mais de 21 anos e não há restrição de gênero ou estado civil.

O cadastro pode ser feito pelo link.

Outras informações: 99163-0026 ou pelo Whatsapp 3321-1450.


*Com informações da PJF.

9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page