• Radio Catedral

Secretário da Congregação para Educação Católica de Roma dialoga com gestores das Escolas Católicas

Por Fabíola Castro*


Apresentação das crianças do Projeto Acorde

O quarto dia do 1º Congresso Internacional de Educação Católica da Arquidiocese de Juiz de Fora, na segunda-feira (4), foi iniciado na parte da tarde com a apresentação do Coral do Colégio Nossa Senhora do Carmo, composto por alunos da instituição de ensino. A programação seguiu com o Secretário da Congregação para Educação Católica de Roma, Dom Vincenzo Zani, participando de uma mesa-redonda, em um diálogo com os gestores das escolas católicas (diretores, assessores pedagógicos, assessores pastorais, entre outros), abordando os documentos da Igreja, as discussões sobre o amor humano e a religiosidade na educação.


Em seguida, o Bispo da Diocese de Palmares (PE), Dom Henrique Soares, Mestre em Teologia Dogmática, realizou palestra com o tema “A Mística da gestão da Escola Católica”, lembrando que a escola deve dar testemunho de ser cristã, porque educar é a finalidade dessas instituições, mas que suas atividades não devem se resumir apenas a isto.


Dom Henrique comentou sobre a sua abordagem.

Programação noite


À noite, Dom Gil Antônio Moreira realizou abertura da programação, que foi seguida de apresentações do Projeto Acorde, da Escola Arquidiocesana de Música do Instituto Padre João Emílio e de capoeira das crianças do Centro Educacional Santa Clara, juntamente com seus mestres.


O Secretário da Congregação para Educação Católica de Roma, Dom Vincenzo Zani, ministrou mais uma palestra, falando desta vez sobre “Homem e mulher os criou. Para uma via de diálogo sobre a questão de gênero na educação”. À luz desse documento da Congregação para Educação Católica fez um histórico das principais teorias sobre a temática.


Segundo Dom Zani, o documento propõe a escuta e a reflexão, apontando como caminho “perspectivas dialógicas, sem cair no relativismo”. Além disso, reconhece que cada interlocutor tem valor e frisa que dialogar não significa perder a própria identidade, mas, sim, ouvir e propor. O secretário da Congregação para Educação Católica deu algumas orientações. A principal é que essa temática, que tem pouca literatura da Igreja, seja aprofundada. Acesse o documento-base da palestra aqui.


Para Dom Zani foi muito satisfatória a integração e interesse dos participantes, educadores e pais.

“Encontrei uma grande abertura, uma grande vontade, um grande desejo, tanto da parte dos educadores, quanto dos pais, de encontrar uma orientação segura na questão de ideologia de gênero e outros temas e isso é muito importante. Fico contente de ver esse interesse dos pais e de todos para acertar e ter uma posição na educação bastante condizente com aquilo que a Igreja ensina”.


Dom Vincenzo Zani observou ainda o trabalho contínuo da Arquidiocese de Juiz de Fora no campo da educação, que deu como fruto este Congresso Internacional.

“Estou muito contente por ver que este Congresso não é algo isolado, é fruto de uma caminhada da Arquidiocese no campo da Educação Católica. Se observa que é um esforço que já foi feito antes para culminar neste congresso. Um trabalho que vem sendo feito dia após dia, e este congresso vai ser muito importante na caminhada do próximo Sínodo”, frisou Dom Zani.


O 1º Congresso Internacional de Educação Católica se encerra na noite desta terça-feira (5), com sessão aberta a todos os interessados, a partir das 19h30. A celebração de encerramento será às 20h45.


*Com a colaboração de: Monalisa Lima

Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco
  • 347814db5ead8ece1540a586342c64b7_logo-ds

© Criado por Elias Arruda.  Todos os direitos reservados à Rádio Catedral - FM .