• Radio Catedral

Região de Juiz de Fora avança para onda vermelha do Minas Consciente

Por Fabíola Castro


A macrorregião Sudeste, da qual Juiz de Fora faz parte, poderá avançar para a onda vermelha do programa "Minas Consciente" do Governo do Estado de Minas Gerais. A decisão foi tomada na quinta-feira (15), pelo Comitê Extraordinário Covid-19, grupo que se reúne semanalmente para avaliar a situação da pandemia no estado. A decisão, que passa a valer a partir de sábado (17), foi oficializada pelo Governo, por meio de publicação no Diário Oficial do Estado nesta sexta-feira (16).


Com a decisão, metade das macrorregiões do Estado ficará na onda vermelha, enquanto a outra metade segue na onda roxa, a mais restritiva do plano, por pelo menos mais uma semana. Triângulo do Norte, Triângulo Sul e Noroeste, que já estavam na onda vermelha desde a última segunda-feira (12), permanecem nesta fase. Entram para onda vermelha também neste momento as macrorregiões de Saúde Norte, Sul e Jequitinhonha.


A Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) seguirá novamente seu próprio programa de enfrentamento à pandemia da Covid-19, o "Juiz de Fora pela Vida", porém, ainda não divulgou as novas medidas ou para qual fase a cidade irá neste momento.


O Governador Romeu Zema, falou sobre as mudanças de fase dentro do Minas Consciente, em Coletiva de Imprensa na manhã da quinta-feira (15).

Apesar do avanço de algumas regiões e cidades, Zema ressaltou que a situação precisa ainda ser monitorada com segurança e cautela.


Minas Gerais recebe mais de 700 mil doses de vacinas contra covid-19 Minas Gerais recebe, nesta sexta-feira (16), mais 701.200 doses de vacinas contra a covid-19, previstas para chegar por volta de 18h, na Central da Rede de Frio do estado. Esta é a 13ª remessa enviada pelo Ministério da Saúde, com 426.000 doses da AstraZeneca e 275.200 da Coronavac. Esta remessa será para a distribuição das doses 2 relativas ao esquema vacinal dos trabalhadores da Saúde (2,0%) e da população de 65 a 69 anos (23%). Serão distribuídas, ainda, a dose 1 para dar continuidade à imunização dos grupos de trabalhadores de Saúde, de pessoas de 65 a 69 anos e dos grupos das Forças de Segurança e Salvamento e Forças Armadas. Idosos entre 60 a 64 anos também estão contemplados por este novo lote.

“Minas Gerais segue os critérios determinados pelo Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde, conforme o secretário de Estado de Saúde de Minas, o médico Fábio Baccheretti. A logística do envio das doses aos 853 municípios está sendo concluída, segundo o Estado. As doses serão encaminhadas às 28 Unidades Regionais de Saúde, e, posteriormente, chegarão aos municípios, responsáveis pela execução da campanha de imunização.

0 comentário