top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Quedas de árvores afetam várias ruas após tempestade em Juiz de Fora

Por Rádio Catedral

Atuação para liberar a Rua Vieira Pena no Mundo Novo Foto: PJF/Divulgação

Neste domingo (29), Juiz de Fora foi atingida por uma tempestade. Quedas de árvores e alagamentos voltaram a ser registrados na cidade. Equipes da Prefeitura, dos Bombeiros e da Cemig foram acionadas para os atendimentos. Não houve feridos, segundo eles.

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Juiz de Fora registrou rajadas de vento de 92,16 km/h durante a tempestade. O pluviômetro que registrou maior volume de chuva foi o localizado no Milho Branco: 52,11mm, entre 18h e 1h da manhã. No registro do fim da tarde e início da noite, o pluviômetro na Cidade Universitária registrou 22,88 mm.

De acordo com a Defesa Civil, o mês de outubro registra 302,8mm de chuva, 157,48% maior do que o esperado para o mês. Já é o terceiro maior volume de chuva da história, segundo dados do Inmet.


A Guarda Municipal monitorou o Córrego Humaitá no Bairro Industrial, que saiu da calha. E o Demlurb finalizou a limpeza na Rua Acácio Alves Alvim, no Marilândia.


Atendimento das equipes da Prefeitura


No boletim divulgado na manhã desta segunda (30), a Defesa Civil informou que uma equipe da Guarda Municipal monitorou o Córrego Humaitá no Bairro Industrial. O córrego saiu duas vezes da calha e não atingiu nenhuma casa. Nesta manhã, a equipe do Demlurb realizará limpeza no Bairro Industrial. O serviço também sera feito em vias do Retiro.

Durante a noite, o Demlurb atuou com raspagem e limpeza no bairro Marilândia. O mesmo serviço será realizado nesta segunda, 30, no Linhares.


Nos dois locais, os danos na via foram fruto da movimentação de terra em obras. No Linhares, a obra é irregular e o responsável já foi autuado pelos fiscais de posturas da Sesmaur. O responsável pela obra no Marilândia também foi autuado e a obra está embargada até que sejam adotadas as medidas necessárias para contenção do carreamento de terra.

Outra frente trabalhou na desobstrução das ruas. A equipe da Empav recolheu árvores nas ruas: Vieira Pena, no Mundo Novo; das Margaridas e das Orquídeas, no Aeroporto; e José Lourenço, no São Pedro.

A Rua Florianópolis, no Nova Califórnia, permanece interditada. O recolhimento aguardava a intervenção da Cemig, já que há contato com a rede elétrica.

Também na manhã desta segunda-feira, a Empav fará o recolhimento nas ruas: Luiz Stehling, no Santa Luzia; Capitão Vanderley Nascimento, no Recanto dos Lagos e Antônio Ribeiro de Almeida, no Linhares.


Árvore caiu na Rua das Margaridas no Bairro Aeroporto Foto: PJF/Divulgação

Bombeiros


Além das ocorrências mencionadas pela Defesa Civil, os Bombeiros também foram acionados por causa de queda de árvore no Km 98 da MG 353, que deixou o trânsito em meia pista.


E também nas ruas Rua Eugênio de Souza Lima 1.690, Graminha e Rua Décio Guanabarino 1.690, Parque Alto. Neste caso, a árvore de grande porte atingiu a rede e causou rompimento de cabos da Cemig.


Bombeiros reforçaram que não houve registro de vítimas.


Cemig


Em nota, a Cemig informou que as equipes continuam atuando nas ocorrências de falta de energia registradas em vários pontos de Juiz de Fora em razão da forte chuva, de vento e raios, que atingiu a cidade neste domingo (29/10).


São mais de 120 profissionais da Cemig atuando para restabelecer a energia dos clientes atingidos o mais breve possível.

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page