• Radio Catedral

Provas do Enem começam domingo (21) e professor dá dicas para essa reta final

Por Fabíola Castro


O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), tanto na versão impressa, quanto na versão digital, será aplicado nos dias 21 e 28 de novembro, os próximos dois domingos. O Enem acontece nesse ano para cerca de 3 milhões de estudantes em todo o país. No primeiro dia, os participantes farão as provas de linguagens, ciências humanas e redação. No segundo, matemática e ciências da natureza. Os locais de prova estão disponíveis no Cartão de Confirmação de Inscrição na página do participante. O professor do curso de Psicologia da Faculdade Estácio Juiz de Fora, Carlos Eduardo Pereira, Doutor em Psicologia do Desenvolvimento Humano, dá algumas dicas aos estudantes para esses poucos dias que antecedem as provas.

O professor Carlos Eduardo Pereira, lembra ainda, que atividades que promovam o relaxamento também são indicadas.

Para o dia das provas, conforme o Professor Carlos Eduardo, o estudante pode se organizar criando estratégias para desenvolver as questões, assim como a redação.

O Enem 2021 terá duas modalidades, a impressa e a digital e este é o segundo ano de aplicação da versão digital do exame. Nesta edição, nas duas versões, as datas e os itens das provas e o tema da redação serão iguais. A prova impressa concentra a maior parte dos candidatos. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), 3.109.762 estudantes estão inscritos no Enem 2021. Destes, 3.040.871 farão a prova impressa e 68.891, a digital. E conforme, o Professor Carlos Eduardo, não há grandes diferenças.

Da mesma forma que os candidatos do Enem impresso, os inscritos para o formato digital devem ir até o local de prova, onde terão um computador disponível para fazer o exame, com acesso somente à prova. Os candidatos, mesmo da prova digital, devem levar caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente, para a composição da redação, que é feita em papel. No segundo dia de prova, os estudantes receberão folhas de rascunho para fazer, à mão, se assim quiserem, os cálculos das provas de matemática e ciências da natureza. Além do documento oficial de identificação com foto e da caneta de tinta preta, a máscara de proteção facial também é item obrigatório. De acordo com o edital do exame, os participantes que não estiverem com máscara de proteção facial não poderão ingressar no local de prova. A regra vale tanto para o Enem impresso quanto para o digital. Durante todo o exame, os candidatos deverão usar a máscara cobrindo o nariz e a boca. Haverá nos locais de prova álcool em gel para que os estudantes higienizem as mãos, mas é permitido que os participantes levem também o seu. É recomendado ainda, que os estudantes levem lanche e água.

Telefone celular, tablets e relógios inteligentes não são permitidos e devem ser desligados e mantidos em um porta-objetos lacrado desde o ingresso até a saída do local de provas. Qualquer tipo de notificação desses dispositivos, mesmo que seja um alarme, é motivo para eliminação do candidato. Também são proibidos caneta de material não transparente, lápis, lapiseira, borrachas, réguas, corretivos, protetor auricular e fones de ouvido.

A abertura dos portões acontece às 12h e o fechamento ocorre às 13h. O início das provas está marcado para às 13h30, com término no primeiro dia às 19h, e no segundo às 18h30. Os horários são os mesmos para as duas versões do Enem: impresso e digital. Vale lembrar que os horários seguem o fuso de Brasília, sendo assim, os candidatos de regiões que têm fuso horário diferentes devem ficar ainda mais atentos.



Professor Carlos Eduardo Pereira.

0 comentário