Receba nossas atualizações

  • Ícone do Facebook Branco
  • Ícone do Twitter Branco

© Criado por Elias Arruda.  Todos os direitos reservados à Rádio Catedral - FM .

  • Radio Catedral

Prefeitura de Juiz de Fora lança Orçamento Participativo 2020


*Foto: Site PJF

A Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) lançou, nesta terça-feira, 6 de agosto, o Orçamento Participativo 2020. Na iniciativa, a população poderá opinar em qual área a administração deve investir mais recursos municipais para o próximo ano. O anúncio foi feito pelo Prefeito Antônio Almas (PSDB), em entrevista coletiva à imprensa.


A participação popular será promovida por meio da plataforma digital gratuita Colab, com votação aberta a partir desta terça-feira (6), até 15 de setembro.


A pesquisa virtual busca atingir o maior número possível de pessoas. O resultado será incluído na Lei Orçamentária Anual (LOA), a ser enviada para apreciação da Câmara Municipal em outubro.


Após anos sem realizar o Orçamento Participativo, a PJF contará com o apoio da tecnologia para saber o que a população deseja e quais são suas prioridades para a cidade, como ressaltou Antônio Almas, durante a coletiva.

Entre as opções que a população poderá ajudar a PJF a escolher onde investirá recursos estão:

  • Revitalização de parte do Complexo Mascarenhas (Praça Antônio Carlos e Mercado Municipal);

  • Construção de calçadões para pedestres nas ruas Marechal Deodoro e Batista de Oliveira;

  • Revitalização da Praça da Estação;

  • Ampliação de programas sociais, culturais e esportivos, como Núcleo Travessia, Gente em Primeiro Lugar e Bom de Bola;

  • Realização de eventos culturais, como Carnaval e festas temáticas;

  • Construção de uma escola de educação infantil para crianças com idade entre 3 e 5 anos; e

  • Obras de revitalização de uma unidade de atendimento à saúde.


Ao iniciar a votação do Orçamento Participativo pelo Colab, o cidadão encontrará perguntas sobre os problemas e os desafios para cidade; quais devem ser as áreas prioritárias para aplicação de recursos; e uma questão específica sobre qual obra deve ser realizada preferencialmente no próximo ano. Os participantes também serão questionados sobre a forma de consulta pública que consideram mais adequada para ser utilizada na realização do Orçamento Participativo do próximo ano. Em algumas questões, será possível registrar uma opinião descritiva.


É possível votar também pelo link.

Aplicativo Colab

A plataforma Colab, livre e gratuita, já foi utilizada para pesquisas no mesmo sentido na cidade de Santos (SP), e de Teresina (PI). A Organização das Nações Unidas (ONU) também utilizou a plataforma recentemente para ouvir a população brasileira.


Para evitar registros duplos e perfis falsos, o cadastro do Colab exige e certifica a veracidade de dados como o Cadastro de Pessoa Física (CPF) do usuário.