top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

"Portador da luz": católicos festejam São Lucas Evangelista, padroeiro dos médicos

Por Roberta Oliveira


Nesta quarta-feira (18), a Igreja Católica celebra São Lucas Evangelista, o padroeiro dos médicos e dos pintores. Um dos escritores que relatou a vida e os ensinamentos de Jesus com um estilo e características próprias.


Uma delas foi valorizar a cronologia e destacar o papel de Nossa Senhora, trazendo relatos que não são encontrados nos demais Evangelhos.


Duas comunidades estão festejando o padroeiro nesta quarta: uma no Bairro Cidade do Sol e a outra no Marumbi, ambas em Juiz de Fora.


Por isso, o Jornal Boa Nova conversou com o Padre Expedito Lopes Castro, Pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima sobre a história e o exemplo de testemunho de fé de São Lucas. Além disso, no editorial, Padre José Domício destacou a ligação do Evangelista com Nossa Senhora e a intercessão dele pelos médicos.


"O portador da luz" que se converteu à Palavra de Deus


O Pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, Padre Expedito Lopes de Castro, destaca que São Lucas, médico que se converteu à Palavra de Cristo, foi autor de dois livros do Novo Testamento.


Lucas conhecia os Evangelhos de Mateus e Marcos quando iniciou a redação do Evangelho, em grego fluente antes do ano 70. Ele documentou cuidadosamente as notícias da vida de Jesus e quis narrar os fatos e ensinamentos de forma ordenada.



A característica mais original do Evangelho de Lucas é a narrativa dos seis milagres e das dezoito parábolas, que não são citadas nos outros Evangelhos. Ele dedica atenção particular aos pobres e às vítimas das injustiças, aos pecadores arrependidos, acolhidos pelo perdão e a misericórdia de Deus.



São Lucas não conheceu Jesus, mas foi companheiro de São Paulo nas viagens de evangelização. Padre Expedito comenta outras características do Evangelista.


A ligação com Nossa Senhora e a intercessão pelos médicos


O Evangelho de São Lucas tem outra característica marcante: aborda a biografia da Virgem Maria e diversos momentos da infância de Jesus. Além disso, numerosos quadros representando Nossa Senhora são atribuídos a ele, que é considerado o iconógrafo.


Por isso, Padre José Domício reflete no editorial desta quarta-feira (18) sobre o exemplo de São Lucas em ter uma relação tão próxima com a Virgem Maria.


Algumas fontes dizem que São Lucas foi martirizado. Outras mencionam que ele viveu até 84 anos e morreu com 84 anos, na Beócia, no Centro da Grécia. Três cidades afirmam conservar as relíquias de São Lucas: Constantinopla, Pádua e Veneza.


“Salus Populi Romani” ícone atribuído a São Lucas fica na Basílica Santa Maria Maior no Vaticano


Comunidades festejam o padroeiro


Duas comunidades celebram São Lucas em Juiz de Fora. Após um tríduo preparatório, a quarta-feira é dia de festa na Igreja na Rua Silva Mello, s/nº no Bairro Cidade do Sol. Padre Expedito explica a programação desta noite.

A outra festa em honra à São Lucas ocorre na Igreja na Rua Luiz Fávero, 175, no Bairro Marumbi, que está celebrando 35 anos de trabalhos da comunidade.


Nesta quarta previstas adoração ao Santíssimo Sacramento durante todo o dia; Terço da Misericórdia às 14h30; às 15h, Missa com bênção e unção dos Enfermos, 18h30 Procissão e encerramento às 19h30 com Missa Solene.


O Pároco da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, Padre Expedito Lopes de Castro, deixa uma bênção aos ouvintes da Rádio Catedral.



9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page