• Radio Catedral

PJF informa alterações estruturais no centro em função da inauguração do novo viaduto

Por Fabíola Castro

*Foto: PJF.

A Prefeitura de Juiz de Fora realizou na tarde desta sexta-feira (5), uma coletiva de imprensa para informar sobre alterações estruturais na Avenida Getúlio Vargas e na ocupação urbana do Centro em função da inauguração do novo Viaduto Hélio Fádel Araújo, no município. O viaduto ligará a Avenida Francisco Bernardino com a Avenida Brasil, sem a interferência da linha férrea, facilitando o escoamento do tráfego de veículos. O Secretário de Mobilidade Urbana, Fernando Tadeu David, explicou que o viaduto será inaugurado em breve e as alterações feitas.


O secretário destacou que algumas linhas de ônibus terão seus itinerários modificados passando a trafegar pelo viaduto.


Uma alteração importante, segundo Fernando Tadeu David, será na Avenida Getúlio Vargas.


Outra modificação ocorrerá na Rua Floriano Peixoto.


O Secretário de Mobilidade Urbana, Fernando Tadeu David, destacou ainda os impactos das mudanças.


Além das mudanças destacadas pelo Secretário de Mobilidade Urbana, haverá ainda, a instalação de centenas de rampas de acessibilidade e a adequação do comércio popular de rua na Getúlio Vargas. Com a inauguração do viaduto, a maioria das linhas de ônibus que atendem às regiões Norte e Leste passam a circular pelo novo equipamento urbano. A mudança, segundo a PJF, vai propiciar redução do tempo de viagem para os usuários do transporte público, principalmente nos horários de pico. A mudança viária na região traz a necessidade de reorganizar o comércio popular, principalmente o localizado na Avenida Getúlio Vargas. A via não poderá contar com comércio popular de rua. Os comerciantes licenciados, segundo a PJF, foram notificados, estão em processo de regularização e passarão a ocupar pontos vagos em outras vias do centro. Já as pessoas que exercem o comércio popular de forma irregular na Avenida Getúlio Vargas terão a oportunidade de se tornarem Microempreendedores Individuais (MEI), conforme explicou a Secretária de Sustentabilidade em Meio Ambiente e Atividades Urbanas, Aline Junqueira.


Juiz de Fora conta com um grupo de trabalho sobre o comércio popular e, durante meses, foram realizadas reuniões semanais com representantes da categoria. Nesta segunda (8), inicia-se a formalização com os comerciantes populares que atuam na Avenida Getúlio Vargas de forma irregular. Neste momento, poderão se estabelecer na Praça do Riachuelo, que receberá ações do Programa Boniteza.

0 comentário