top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Padroeira de MG, Nossa Senhora da Piedade é celebrada em Juiz de Fora e em Rochedo de Minas

Por Roberta Oliveira

Festa de Nossa Senhora da Piedade na Matriz em Igrejinha | Foto: Facebook/Reprodução

Nesta quinta-feira, 15 de setembro, é celebrada Nossa Senhora da Piedade, a Padroeira de Minas Gerais. Este título mariano é antigo, remonta a uma devoção surgida no século XIII em Portugal e desde 1958 é a padroeira do Estado de Minas Gerais.


Na Arquidiocese, duas paróquias estão em festa. Em Juiz de Fora, a celebração é na Igreja Nossa Senhora da Piedade, em Igrejinha, que é a matriz da Paróquia Nossa Senhora das Estradas. E em Rochedo de Minas, os devotos se reúnem na matriz, no centro da cidade.


Padroeira de Minas Gerais


O Pároco da Matriz da Paróquia Nossa Senhora das Estradas, em Igrejinha, Padre Emerson de Assis Braz comenta que Nossa Senhora da Piedade é a padroeira de Minas Gerais, uma devoção que tem mais de 300 anos de história e nos revela o coração terno de Deus.




Devoção mais que centenária em Igrejinha, JF


A festa deste ano tem tema de reflexões “Saúde dos enfermos, rogai por nós”, como explica o pároco, Padre Emerson de Assis Braz.


A devoção à Nossa Senhora da Piedade começou há cerca de 200 anos em Igrejinha. A matriz possui uma imagem datada do século XIX. Padre Emerson destaca as celebrações nesta quinta, 15, na Matriz na Rua Ana Inácia dos Reis, 47.




Festa em Rochedo de Minas


Além disso, Nossa Senhora da Piedade também é celebrada na igreja matriz no centro de Rochedo de Minas.


A preparação teve três dias de terço, incluindo as festividades da Exaltação da Santa Cruz, com coroação e missas dedicadas aos funcionários da saúde e doentes, profissionais da educação e alunos.


Nesta quinta, 15, dia da padroeira, às 15h, será celebrada missa em ação de graças e entrega da fita aos novos integrantes do Apostolado da Oração, seguida de carreata pelas ruas da cidade e bênção dos motoristas. E durante a carreata, serão arrecadados alimentos em prol dos irmãos mais carentes.



História Nossa Senhora da Piedade*


Nossa Senhora da Piedade é um Título e uma imagem da Virgem Maria inspirados na famosa “Pietá”, de Michelangelo e em Nossa Senhora das Dores. Trata-se de uma imagem que “fala” pela força da expressão artística. Na imagem, Nossa Senhora está com seu Filho Jesus morto nos braços. Remete a um momento muito específico de dor e sofrimento, logo após a morte de Jesus na cruz.


A imagem de Nossa Senhora da Piedade contém uma teologia profunda. Jesus, morto, recém descido da cruz, nos braços de sua mãe. Retrata o sacrifício de salvação feito por Jesus e Maria como corredentora, acompanhando seu filo até o fim. Retrata a dor da Mãe que, consciente de sua missão, oferece seu filho pela salvação da humanidade. Ela representa também a dor de milhões de mães que sofrem por seus filhos, vítimas de todo tipo de sofrimento.


A representação mais antiga de que se tem notícia de Senhora da Piedade encontra-se em Portugal. Trata-se de uma obra pintada em madeira, fixada numa das várias capelas presentes no claustro da Sé, na cidade de Lisboa. Pertencia a urna Irmandade muito antiga, que tinha como missão enterrar os mortos, visitar e consolar os presidiários e acompanhar os condenados à pena de morte. Com efeito, tal imagem aparece em 1230 acompanhando ninguém menos que o pai do famoso Santo Antônio, a caminho da pena de morte. O pai foi salvo pelo filho santo, que demonstrou milagrosamente sua inocência.


Essa pintura de Nossa Senhora da Piedade foi, durante séculos, o emblema das Santas Casas de Misericórdia em Portugal. Essas casas foram fundadas por frei Miguel de Contreiras.


Há também uma outra história de Nossa Senhora da Piedade em Portugal. Esta recebeu o “apelido” de Nossa Senhora da Piedade de Merceana. A tradição conta que esta imagem apareceu no tronco de uma árvore, no século XII. Certa vez um camponês começou a observar que um de seus bois se afastava para o campo todos os dias sempre no mesmo horário. Algum tempo depois, voltava. O homem chamou outros companheiros e seguiram o boi. O animal dirigia-se a uma carvalheira, e se ajoelhava debaixo dela, fixando os olhos num de seus galhos. No alvo do olhar do boi encontraram uma pequena imagem de Nossa Senhora da Piedade. Mais tarde, construíram uma pequena capela naquele local e a devoção cresceu.


Foi provavelmente este culto a Nossa Senhora da Piedade que chegou ao Brasil e se fixou em Minas Gerais, pois ela era a padroeira de Guaratinguetá, parada obrigatória dos bandeirantes a caminho do interior, até chegar à Serra da Piedade, peto de Caeté e de Belo Horizonte, onde existe um santuário dedicado a ela. Vários relatos de graças e milagres acompanham a imagem de madeira desde a sua fixação no Santuário. Sua festa acontece no dia 15 de setembro, um dia depois da festa da Exaltação da Santa Cruz.


* Fonte: Cruz Terra Santa

15 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page