top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Onicofagia: hábito de roer unhas pode ser prejudicial para a saúde como um todo e bucal

Por Fabíola Castro


Você tem o hábito de roer as unhas? Aparentemente este é um ato inofensivo, mas, existem sim consequências negativas para a saúde, inclusive para a saúde bucal. As unhas acumulam sujeiras, bactérias e até vírus, e além disso, o hábito de roê-las pode comprometer a dentição.

 

Onicofagia é o termo para nomear o hábito de roer as unhas, podendo ser das mãos ou até mesmo dos pés.

 

A onicofagia atinge até 30% da população mundial e pode ou não ter uma explicação científica, pois nem sempre o fato de roer as unhas provém de algum tipo de distúrbio psicológico. 

 

Iniciando geralmente por volta dos quatro a cinco anos de idade, o hábito de roer unhas pode ser visto com maior incidência na adolescência, tendo grandes chances de acompanhar a pessoa pelo resto da vida.

 

Em alguns casos mais sérios as pessoas podem chegar a ferir a carne dos dedos ou até mesmo a base das unhas (cutícula), que pode ser porta de entrada para infecções. Grande parte das pessoas que roem unhas precisam de tratamentos ortodônticos.

 

O professor do curso de Odontologia da Estácio, Jean Marcel de Oliveira, em entrevista para o Bendita Saúde desta quinta-feira (4), explicou os malefícios de roer unhas na saúde bucal.

 

Confira:

 

Qual é o impacto do hábito de roer unhas na saúde bucal?

 


 

Quais são as principais consequências dentárias decorrentes do roer de unhas?

 


 

Como o roer de unhas pode afetar a estrutura dos dentes ou outras questões de saúde?



 

Existem recomendações específicas para pessoas que têm o hábito de roer unhas em relação à higiene bucal?

 


 

O roer de unhas pode levar ao desenvolvimento de problemas periodontais que são uma inflamação dos tecidos que suportam os dentes podendo resultar em sangramento e em casos mais graves, podendo provocar a perda dos tecidos de sustentação dos dentes?

 


Há alguma estratégia ou tratamento odontológico recomendado para ajudar as pessoas a pararem de roer unhas e proteger a saúde bucal e a saúde como um todo?

 


 

Esse hábito pode passar a ser mais sério quando não é apenas de roer as unhas, mas também de roer a ponta dos dedos. Por mais que roer as unhas seja geralmente algo inofensivo, o hábito pode se tornar preocupante se a pessoa começar a se machucar. E existem casos em que a pessoa precisa de auxílio psicológico, como destacou o professor de odontologia. E pode precisar ainda de tratamento medicamentoso para parar de roer as unhas em função da ocorrência de lesões sérias.

 

Em casos suaves de onicofagia, para parar de roer as unhas deve haver motivação por parte da pessoa que tem o hábito. Já em casos mais graves, deve-se procurar tratamento médico ou psicológico.

 


 

23 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page