top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Nos passos de Cristo: Santa Casa de Juiz de Fora comemora 168 anos de fundação

Por Roberta Oliveira

*Foto: Ascom Santa Casa.

Uma herança da vivência da fé que segue com portas abertas para todos. A Santa Casa de Juiz de Fora comemora neste mês o aniversário de 168 anos. Uma missa em ação de graças foi celebrada na Capela Senhor dos Passos.

Fundada em 6 de agosto de 1854, a Santa Casa é a terceira instituição mais antiga de Juiz de Fora. Antes dela, foi fundada a Vila de Santo Antônio do Paraibuna, em 1850, e houve a instalação da Câmara Municipal, em 1853.


Mantida pela Irmandade do Senhor dos Passos, a Santa Casa tem como missão: “Proporcionar a todos os grupos sociais, ações de saúde e bem-estar, de forma humanizada e agindo como misericórdia.”


A Santa Casa de Juiz de Fora fica na Avenida Rio Branco, 3353, Bairro Passos.


Demonstração da fé com portas abertas para todos, diz Arcebispo


O Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira, que celebrou Missa em ação de graças pela data, reforçou que a prática da fé católica foi a semente desta instituição que atende pacientes de Juiz de Fora e região.


O Arcebispo destacou a importância da atuação da Igreja – e da Santa Casa – para garantir o atendimento às pessoas que precisam.


Seguir os passos de Cristo, reforça Provedor


A Santa Casa de Juiz de Fora é mantida pela Irmandade Senhor dos Passos, um grupo de cerca de 100 homens e mulheres que elegem um Conselho e uma Diretoria para administrar a instituição. O Provedor Gláucio Franco destacou o trabalho em prol de seguir os passos de Cristo no atendimento oferecido na instituição.


O vice-presidente do Conselho de Administração da Santa Casa, Emanuel Rodrigues de Mattos falou sobre a atuação para atender às necessidades dos pacientes frente aos desafios da atual sociedade.


Padre Leles e os desígnios de Deus


O Diretor-Secretário do Conselho de Administração, Padre José Leles da Silva, comentou como a Santa Casa vem sendo fundamental no tempo que atravessamos.


Padre José Leles considera um “desígnio de Deus” poder servir por tanto tempo na Santa Casa.


História da Santa Casa de Juiz de Fora*


A Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora foi fundada em 6 de agosto de 1854 pelo Barão da Bertioga, José Antônio da Silva Pinto, e por sua esposa, a Baronesa Maria José Miquelina da Silva. Sendo a terceira instituição mais antiga de Juiz de Fora, só ficando atrás da fundação da Vila de Santo Antônio do Paraibuna, em 1850, e da instalação da Câmara Municipal, em 1853.


As obras do segundo prédio da Santa Casa foram concluídas em 2 de junho de 1898 sob a coordenação de Braz Bernardino, que havia assumido a Provedoria em 1897. No dia 11 de janeiro de 1898, chegaram à cidade as Irmãs de Santa Catarina contratadas por Braz Bernardino para a administração interna da Santa Casa.


Com os esforços de Braz Bernardino, do Dr. Hermenegildo Villaça e do Dr. Edgard Quinet, entre outros, o hospital desenvolveu-se, ampliou as suas acomodações, modernizou seus serviços, muniu-se de materiais e aparelhamento perfeitos, estendeu seu raio de atuação e colocou-se em situação de poder alargar seu programa de benefícios.


Em 1903, foi construído o jardim na frente do hospital, com planta fornecida pelo engenheiro João Lustosa. Em 1911, a Santa Casa contava com vários pavilhões e, neste ano, foi construída uma nova sala de operações.Em 1913, foi construída mais uma enfermaria (atrás da Capela), pois o número de enfermos duplicara. Com o passar dos anos e a ampliação dos serviços, a construção de um novo edifício tornou-se inevitável.


Em julho de 1942, na gestão do Provedor Alberto Andrés, foram assinados os desenhos originais do atual prédio da Santa Casa, mas o lançamento da pedra fundamental só ocorreria em 28 de janeiro de 1948. A data foi escolhida por ser o dia de nascimento de João Nogueira Penido Filho, que doou grande parte de sua fortuna para a construção.


Se, no início do século XIX, a Santa Casa realizou 188 cirurgias, atualmente, o hospital realiza cerca de 18 mil cirurgias por ano. Não é à toa que, ao aliar tradição, filantropia, modernização permanente e qualidade no atendimento ao longo de sua trajetória, a Santa Casa tornou-se o maior hospital da Zona da Mata mineira.


Fonte: Site oficial Santa Casa de Juiz de Fora

11 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page