top of page
  • Foto do escritorRadio Catedral

Neurologista explica sobre a doença de Parkinson

Por Fabíola Castro

*Foto: Freepik.

O Parkinson é a segunda doença neurodegenerativa mais comum nos idosos, perdendo apenas para o Alzheimer. É uma doença neurológica de sintomas motores que afeta os movimentos da pessoa e pode atingir também outras faixas etárias.


Um grupo de trabalho do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora (HU-UFJF) participa de projeto que está fazendo tradução e validação de escala de sintomas não motores da Doença de Parkinson. Trata-se de uma parceria entre 20 centros de pesquisa do Brasil e de Portugal, em que o HU-UFJF é o centro coordenador. São dez instituições de pesquisa em cada país, distribuídos por regiões, com o objetivo de ter diversidade geográfica e cultural.


O neurologista e professor da Faculdade de Medicina da UFJF, Doutor Thiago Cardoso Vale, em entrevista para o quadro "Bendita Saúde" desta terça-feira, 18, explicou sobre a doença e também sobre o HU-UFJF como centro coordenador da pesquisa sobre Parkinson. O médico é também o coordenador desse estudo no HU.


Confira:


O que é a doença de Parkinson? Como ela é caracterizada?


Além desses sintomas, há outros sintomas não motores que podem ser observados?


A doença de Parkinson é mais comum a partir dos 60 anos, mas pode acometer outras faixas etárias?


Como se chega ao diagnóstico da doença?


A doença não tem cura, mas como é o tratamento para o Parkinson?


Pesquisa no Hospital Universitário


O HU/UFJF é coordenador de uma pesquisa sobre Parkinson? Como ela é desenvolvida e com qual objetivo?


Como avalia a importância dessa pesquisa para o hospital, profissionais e pacientes?


Há no HU um ambulatório que oferece o tratamento para a doença de Parkinson e outras doenças degenerativas, outros distúrbios?


Prevenção


É possível prevenir a doença de Parkinson?


Diagnóstico precoce e tratamento correto


Quais as considerações finais?


Dia Mundial de Conscientização da Doença de Parkinson


O Dia Mundial de Conscientização da Doença de Parkinson foi celebrado em 11 de abril. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), existem aproximadamente 4 milhões de pessoas no mundo com a Doença de Parkinson, o que representa 1% da população mundial a partir dos 65 anos. Com o aumento da expectativa de vida e o envelhecimento da população, o número pode dobrar até 2040. No Brasil, a estimativa é de que 200 mil pessoas vivam com a enfermidade, segundo informações do Ministério da Saúde.

25 visualizações0 comentário

Comentários


bottom of page